Descobrindo Porto Alegre

redenflores-noch-1

 centro-cultural-santander-3

 

 

Olhando essa série de fotos ficamos  sem saber se:

Na 1a estamos na primavera em alguma cidade da Europa ?

Na 2a., onde seria este Centro Cultural lindo ? Em Lisboa ?

Na 3a., este por do sol lindo seria no cais do porto em Buenos Aires, ou em Palermo, na Sicilia ? 

Na 4a. estamos nos afastando de que cidade no Canadá ?

Na 5a., esse museu bacana seria em Berlim ?

Na 6a., estes jardins tão bem cuidados seriam em Amsterdam ?

Na verdade todas as fotos são em Porto Alegre !!! Ou POA, enviadas pela Sylvia para que adiantemos em que cenário acontecerá a Feira do Livro, na próxima semana, onde será lançado o guia de Ricardo Freire, o querido Riq   100 dicas para viajar melhor .

O Riq autografará seu guia 100 Dicas para Viajar Melhor no Centro Cultural Santander, a 2a. foto, vamos combinar que o local é lindo !

Dia 10 de novembro – 2a. feira –  às 18:00h
Local: Sala Leste – Santander Cultural – adulto
100 Dicas para viajar melhor
Bate papo com experiente viajante que nos traz dicas específicas para as diferentes situações em viagens. Com Ricardo Freire.

A 5a. foto é do Museu Iberê Camargo.

A dupla Lemos&Destemperados estará apresentando esta cidade bacana  à turma que chegar lá na semana que vem.  E você vai nessa ?

A Sylvia já disse que o almoço de sábado vai ser nesse novíssimo espaço aqui, seguindo dica dos Destemperados ( almoçamos sábado naquela mesinha na janela , vou até colocar um:
“reservado -para-sempre ” )
;-)    Um café “com mistura” aqui , que foi o local da primeira convnvenção de POA , em 2007 ( abril ? )

Nos momentos de feira do livro , as comidinhas são aqui , ou aquiUm sanduba aqui , que o Riq não abre mão  

E o  Riq avisou que o almoço de domingo vai ser aqui.

E aí estão fotos quentinhas da Feira do Livro em POA que a Sylvia acaba de me enviar 😉

 

 

 

Atualização de Sylvia :

Ontem fizemos um lanche aqui
http://www.presscafe.com.br/index.php?inc=hilario
e jantamos aqui a pedido do Riq
http://vejabrasil.abril.com.br/porto-alegre/restaurantes/29379/prinz

Advertisements

Dupla comemoração na Mega conVNVenção da Lagoa

Todos nos conhecemos pela internet, no blog do queridíssimo Riq, o Ricardo Freire e formamos hoje uma comunidade do bem que se reuniu pela 2a vez às margens da Lagoa, abençoados pelo Cristo Redentor.  Comemoramos os 10 anos do VNV, Viaje na Viagem e o aniversário do Riq (essa parte era segredo de Estado ) que será no próximo dia 29. Veio uma revoada de paulistinhas queridos que fizeram o Rio brilhar e o planeta ficou tão feliz que o sol brilhou absoluto todos estes dias. Aí vão mil fotos para matar a curiosidade da galera e acompanhar como tudo se passou e o relato coloco no final.

Meilin, Nick, Liciana, Patsy, Paula* lá no fundo veio com sua gatinha.

Carlinha Idas e Vindas gesticulando explicava pro Arthur que os cariocas e paulistas esperam isto tudo do futuro prefeito do Rio,  a Mari concordava e ria à toa, queimadíssima de sol e o Arthur dizia que espera muito mais.

Cada um recebeu uma bola/bexiga pra encher e enfeitar a mesa da festa.  Carla2, sentada, RastaFlávia, Patsy, Cristina, Arthur, Arnaldo Fatos&Fotos e o Riq se preparando para a fila de autógrafos do livro vermelho.

 

Olha aí, a Meilin e o Nick felizes como pinto no lixo,  exibindo o pin da boia.

(A foto copiei desse post do Riq)

materializados pelo EduLuz , idealizados pela Sylvia e que o Riq distribuiu a todos os Loucos pela Boia.

Clima de confraternização total,  todos amigos de infância, Célia, tia da Carla e Mari às gargalhadas.

De costas, o JB e,  não é que de repente o JorgeGira chega já com sua ginga carioca, tomando uma água de côco pela beira da Lagoa.

O Arnaldo dizendo pro Riq que aposta que o próximo livro sobre praias vai ser sucesso total em época de dolar caro. A Cristina dizia pra RastaFlávia que o Riq ia autografar sim, os 3 livros que ela trouxe, porque ela pôs na mesa primeiro. E a Paula* abafava o caso. Ala baby do VNV circulando à vontade. Reparem TODOS com o pin da boia.

O Riq autografando freneticamente porque não queria confusão com a ala feminina VNV, e todo mundo ansioso para ler qual era a sua dedicatória.

Arnaldo e sua doce Alice, Liciana, JorgeGira, JB e Carla Idas e Vindas. As meninas mandando ver no Árabe pois não tinham almoçado. E o Riq, só autografando.

Patsy saltitante  linda,  e Cristina toda prosa porque estava com três livros autografados.

E o Riq, ufa tomando sua caipirinha que ninguém é de ferro.

Todos clicando para registrar a memória do VNV.

Riq clicando o casal que mais viaja no planeta, Arnaldo e Alice, vão pro Guinness 😉

JorgeGira que veio sem Tati e Clarinha. Sentimos muita falta das duas 😉 e o guru bronzeadíssimo, reparem que não resistiu à caminhar na praia 😉

E agora, tan tan tan tan chegou a hora do parabéns pra você ( detalhe eu não tenho a foto do Riq soprando as velinhas, quem tiver pufavô me mande )

As tortas de damasco em comemoração aos 10 anos VNV e a de chocolate pelo aniversário do Riq. A moça do Kurt sabia mais do que eu que o aniversário do Nick tinha acabado de acontecer e misturou Riq com Nick que deu Rick, hehe

Depois, fotos da galera. Em pé, Nick, Paula*, RastaFlávia, CarlaZ, a bonitinha do VNV, Riq, JB, Patsy, Arthur,  Mari, JorgeGira, Alice, Carla, Célia e Liciane. Sentadinhas, Melin, Cristina e euzinha.

O nossa amizade garçon, apontava as câmeras pra cima, ninguém fazia fé que as fotos sairiam, daí o Arnaldo foi lá e comandou a situação, tanto que ele não aparece.

Agora começou a sessão de presentes. Magina, tínhamos esquecido. Cheguei pro Riq e disse que um moço tinha feito essa entrega dizendo que era pro Seu Ricardo. Aí, ele começou a abrir a caixinha que tinha vários cartões que foram assinados por muitos ausentes e presentes. Ele abriu um por um e leu TODAS as mensagens. Detalhe, a caixinha com os cartões ficou em mesa malocada atrás da nossa, as pessoas sentavam e escreviam sua dedicatória. 

 

Riq indo às lágrimas lendo mensagens da Sylvia, Emília,   e uma folha inteira da Lucia Malla. Como eu disse, ele leu todas, mas na agitação eu não cliquei, sorry.

E a Melin dizia, güenta coração !!

Todos emocionados e os olhos azuis brilhando !

 

E agora o presente.

Uniforme carioca 😉 A bermuda e uma camiseta preta da Richard’s, presente da galera.

Esse é o Riq, viva ele !!

Meilin segurando a torta pro Riq cortar a 1a fatia e a Patsy gritou, é minha !!!

E o Riq, calma menina tem pra todo mundo :mrgreen: E o Riq com sua elegância ofereceu a 1a fatia para mim que fiquei assim 😳

Reparem, enquanto o Riq corta cuidadosamente a fatia, todo mundo de olho na torta já salivando, principalmente a Carla2, a CarlaZ lá atrás e o Arthur.

E aí começou a sessão de telefonemas, a Sylvia ligou pro Riq doida para saber notícias, por acaso eu estava do ladinho.  Ele ficou  feliz da vida 😆 Ligou outra vez pra dizer que a DaniG estava tentando falar e não conseguia,  pra ele prestar atenção. Daqui a pouco me ligou a Emília que também estava com o coração juntinho ao nosso pra saber como tudo rolava e passei o telefone também pro Arnaldo e depois pro Riq, festa total !  E eis que daqui a pouco me liga uma moça perguntando se era a Maria José, eu disse que sim era eu, achando que era da empresa da van. E continuou com uma conversa dizendo que não conseguia falar comigo, não achava meu telefone, era nada mais nada menos que a DaniG !! Hahaha gargalhada geral e uhuuu das meninas que estavam ao meu lado. Passei  o celular também pro Riq.

Meilin passando uma conversa na Liciana pra ela fazer o curso de mergulho em Arraial do Cabo e ela gritava, Mari não podemos perder esta !!! Vocês reparem que parecia que estávamos no quintal de casa, a maioria em pé conversando, esquecemos que estávamos num bar e havia mais gente. E eis que chega o Bruno Agostini com a esposa e filhota que ganhou bola e bolo. E, ninguém ia embora 😉

JorgeGiram e JB com Meilin, em foto de Carla.

Célia, Meilin e Nick, foto by Carla.

As fotos acima, foram contribuição ao post da Carla IdaseVindas 😉

Nick e eu conversávamos num canto comentando sobre a atmosfera mágica do encontro de total confraternização da mais pura endorfina, e eu dizia que no encontro anterior, onde estavam a Sylvia e o Mario  tinha sido do mesmo jeito. Pessoas com afinidades e dispostas a serem felizes, that’s it  !!! VNV total !!!

Aí está a ata, mas com a euforia nem todos assinaram. 

Recebi 2 mimos, um kit da Ducha com sabonete artezanal, vela e 2 bonequinos gracinhas, tudo cheirosíssimo, das meninas de Sampa: Carla2, Flávia, Mari e Patsy (em ordem alfabética) e um chá francês da Meilin. Adorei ambos !!

E de repente, olho o relógio, 7 horas !! Pedimos a conta que deu R$396,00. Cada um anotou suas despesas, pagou em cartão ou em dinheiro, Meilin e Liciane fizeram as contas e os noves fora e deu tudo certo, acreditem !

Bora pro 2o turno ! Todo mundo correu pra casa,  a van que tio Arnaldo gentilmente nos ofereceu, passaria às 8 e meia, e eu era a 1a ! Meilin levou as meninas de volta para o flat, o Arthur foi com JorgeGira pro Arpoador Inn, eita localização espetacular, na beira da praia e que vista !!  Riq e Nick levaram Liciana. Carlinha  com Célia foram para casa e dali garantiram as mesas no Centro Cultural Carioca. Arthur acabou levando  Jorge de carona e fez um city tour, dali seguiram para o CCC.

Cheguei em casa, 20 min antes da van chegar, ufa correria. A van chegou pontualmente às 8 e 20. Dessa vez não era o Tubarão, era o Marcelo mas a Meilin batizou de Jacaré, a gargalhada foi geral, ela confundiu achando que era o Tubarão.

Quem diria, o Riq numa excursão  :mrgreen:  Riq e Nick foram os primeiros,  a pedido de Bia nos atualizaram com as novidades do Toque que terá restaurante japa, cozinha gourmet e que tais. Nilo e seu polo gastronômico.

As próximas foram a Liciane (olhem como está bronzeada !) e a mana Iara. Em Ipa entraram a  Mari, Carla2, Flávia e Patsy saltitante.  Aí começou a farra, de novo parecíamos um bando de adolescentes 😉

E mais na frente, entrou a Meilin, a nossa guia carioca. Fomos pelo Flamengo e Botafogo com a Baia de Guanabara ao fundo, entramos pelo Centro, passamos por ruas da Lapa, cada boteco mais convidativo do que o outro. Liga a Carla, e aí ? Eram 10 horas quando chegamos no Centro Cultural Carioca.  Tínhamos 3 mesas reservadas, no fundo ao lado da varanda como da outra vez, ótimo pra dançar.

Celia dizia pra Bia, e agora com esse dolar mais caro, como vamos pra Buenos Aires ? E a Carla dizia, tia Celia alugamos um apê mais em conta.

E, pouco depois começou o show. Estava bem mais cheio que da vez passada. O grupo era o mesmo, o  Sururu na Roda, um delírio, só samba bom.

A Liciana não parou um minuto.

A Meilin, Riq, Flávia e o Nick dançaram até se acabar.  Até o garçon sambava entre uma mesa e outra.

 Todo mundo na ginga do paticubum.

Liciana e Nick num samba rasgado,  Carlinhos de Jesus perde  😉  A RastaFávia ali na frente, dançando alucinada.  Meilin, Liciana, Nick e RastaFlávia são fundadores da seita LPS,  Loucos Por Sambar.

 Fotos de parte da galera by  Mari.

Todo mundo olhando pra cima pra ver o Riq flutuando de alegria.

Eis que chega quem ? A Ângela Bruno direto de Buenos Aires pro CCC, como ela tinha prometido . Festejadíssima !!

Dali a pouco, Riq me disse que a Carla2 tinha dito a ele que tinha uma cadeira perto de nossa mesa com um livro dele, será que alguém reservou o lugar ? Fui na mesa e perguntei à senhora que estava sentada, este livro é da senhora ?  É de meu filho. O autor está aqui, a senhora não quer que ele autografe ? Meu filho depois vai falar com ele.  Daí passou um tempinho, um rapaz se aproximou do Riq com o livro e pediu um autógrafo, dizendo que dias antes tinha sido aniversário dele. Também se aproximou a namorada dele e disseram que eram leitores do Riq. Ela acabou comentando que tinham ido lá por saber do encontro. Daí eu perguntei e como é seu nome ? Marilia Marconi, ela disse. Foi festejadíssima !!!! Tirei meu pin da boia e dei pra ela. E, o Nick deu o dele pra mim. Perguntei por que não tinha ido à Lagoa, ela disse que tinha ficado com vergonha. Mas, na próxima ela vai, né Marília ?

E aí estão Leandro e Marilia Marconi em foto enviada por Riq.

 

Marilia ainda um pouquinho envergonhada e a  Ângela Bruno em foto by CarlinhaIdaseVindas.

 Riq autografando o livro pro Leandro, foto by  Carlinha.

Guru com Marilia já enturmada e Mari, também em foto by  Carlinha.

E aí vai o video do Sururu na Roda em homenagem à Sylvia e Mario 😉

 A imagem vai pra lá e pra cá porque não tem como não ir no ritmo.

Rumo ao Tio Arnaldo’s  van-tour com toda a segurança e conforto, melhor impossível 😉

Saimos todos de alma lavada !!

E a farra na volta continuou. Todo mundo foi devolvido à suas casinhas, JorgeGira no Arpoador, as meninas no flat, Riq, Nick, Liciana e Iara no Leblon. E podem reparar que a Mey e a RastaFlávia não estão aí, ficaram no ziriguidum. Chegamos em casa às 2 e meia da matina. 12 horas seguidas de festança !

P.S. Desculpaê as brincadeiras nas legendas :mrgreen:

Se você quiser participar da próxima conVNVenção em Porto Alegre com o guru, organizada pela dupla Lemos&Destemperados,  aí está a agenda, Sylvia já está recebendo as inscrições.

Estamos aqui preparando o espirito para as grandes emoções Cristina !
Já olhei a programação detalhada no site da feira , e com sol ou chuva só vai dar bóia na noite de segunda dia 10 : palestra e sessão de autógrafos em feiradolivro-poa.com.br
——————————

Hora: 18:00
Local: Sala Leste – Santander Cultural – Adulto
100 Dicas para viajar melhor
Bate papo com experiente viajante que nos traz dicas específicas para as diferentes situações em viagens. Com Ricardo Freire.

……………………………………………………………………………………….
Hora: 20:30
Local: Praça de Autógrafos – Sessões de Autógrafos
Autógrafos
Escritor: Ricardo Freire
Obra: 100 dicas para viajar
Editora: Globo

No domingo, visitando o Museu Marmottan, indo à Pirâmide do Louvre e fechando no Ladurée

Como prometido no último post sobre a viagem à Paris, volto à esta cidade querida em continuação ao primeiro post que foi este, o segundo este, o terceiro este aqui, o quarto aqui e o quinto é este aqui.

Nosso programa no domingo começou com uma visita a um museu pouco conhecido, o Museu Marmottan que tem a maior coleção de obras do Monet, desde que seu filho doou todas as obras do pai ao museu em 1966.

Fomos de metrô, saindo da estação Raspail – no mapa abaixo está pertinho  da Tour de Montparnasse (em laranja) – até Passy  – no mapa abaixo, à esquerda da Torre Eiffel (em laranja) , atravessando o Sena – dá pra ver o itinerário direitinho no mapa do metrô aqui. Em menos de 15 min estávamos em Passy e de lá fomos caminhando até o museu. A estação Muette fica ainda mais perto do museu, e sendo uma cidade civilizada com metrô, de qualquer ponto onde você esteja, é só dar uma olhada no mapa que  chega-se sem dificuldades.

Passamos por esta praça, onde algumas famílias faziam piquenique.

E aí está o museu Marmottan, o ingresso custa 9 euros. Como eu disse acima, é pouco conhecido, por isto compramos os ingressos sem fila e durante a visita em cada sala, não havia mais do que 2 ou 3 pessoas ao mesmo tempo.

É proibido tirar fotos no interior do museu, quando preparava a câmera para fotografar tapeçarias na entrada, a guarda me chamou atenção que não era permitido, ok guardei a câmera.  As fotos que coloquei aqui peguei na internet, mas ficaram pequenas não sei porque 😦

Há uma sala redonda magnífica, com telas enooormes só de Nympheas, de babar. Você pode se sentar no banquinho e ficar hooras admirando, sem ninguém perturbando.

Em 1957, o Museu Marmottan recebeu  também a coleção de quadros de Victoire Donop de Monchy, herdada de seu pai o Dr. Georges de Bellio, de origem romena que foi médico de Manet, Monet, Pissaro, Sisley et Renoir e foi dos primeiros apreciadores da pintura impressionista.

Eu amei o museu e voltando a Paris não deixaria de voltar a ele para apreciar um pouqinho mais  aquelas telas magníficas.

Quando saimos à pé, olha quem estava na nossa frente, era ela 😉

Bem, a fome bateu e entramos num café de donos japoneses, os jornais só com casinhas, eu achei uma graça.

De novo no metrô, descemos na estação do Louvre e a pirâmide  lotada de gente, em cima

e embaixo que também é bacana, há galerias de arte e lojas legais.

Subindo novamente, beleza !

Jardin des Tulleries.

Arch de Trimphe du Carrosel

Dali, fomos para a Madeleine,  Bia tinha uma encomenda de marron glacés do Ladurée.

Madeleine.

Atravessando a rua, passamos pelo Fauchon, uma loja de especiarias famosa por tudo que você possa imaginar em termos de iguarias.

Não podíamos deixar de dar uma espiada nas vitrines incríveis 😉

Olhem o nosso singelo papaya brilhando, que chique.  E o precinho 😉

Seguimos para o Ladurée, que para quem não conhece é uma confeitaria pra lá de tradicional.

A Maison Ladurée foi estabelecida em 1862 e é uma das mais tradicionais casas de chás da França. Seus emblemáticos macarons foram criados por Pierre Desfontaines, neto de Louis Ernest Ladurée que, no inicio do século XX teve a idéia – brilhante, diga-se de passagem – de colar dois « biscoitos » com um recheio, cujo nome é ganache. Até hoje é usada a mesma técnica de sua criação. Todos os dias os pâtissiers da Rue Royale dosam com precisão as amêndoas, os ovos, o açúcar e o savoir-faire para fazê-los. Depois de serem cozidos, os macarons descansam por 48 horas antes de serem colocados à venda.

A cada estação novos sabores são criados.

A Ladurée é parada obrigatória para quem vai a Paris, o chá é famoso.

Se você quiser saber como fazer as pirâmides de macarons dê uma espiada neste video.

E dali, voltamos para o hotel, taí a Bia no metrô com a sacolinha da Ladurée e os marron glacés. O caloor e o metrô que não tem ar condicionado.

Ladurée: 16 rue Royale 75008 Paris
Tel : +33 1 42 60 21 79
Metrô: Concorde ou Madeleine

Museu Marmottan:  2, rue Louis-Boilly – Tél. : 01 44 96 50 33

Ingresso: 9 euros

Métro : Muette (Ligne 9 : Pont de Sèvres – Mairie de Montreuil)

Onibus:
22 Opéra (rue Gluck) – Porte de St-Cloud
32 Gare de l’Est – Port de Passy
52 République – Pont de St-Cloud
63


A serie de posts da viagem de 12 dias a Paris que incluiu a ida a Diest:

13 dias flanando em Paris com uma chegadinha a Diest

2a. feira indo ao Marais e a Place des Vosges

Conhecendo Annick Goutal, agradecendo a N.S. da Medalha Milagrosa e dando uma passadinha na Grande Epicerie de Paris

Revisitando o Museu d’Orsay

Recebendo Renata

Indo a Diest em missao de familia

Falando em comida, aí estão os premiados….

Esta semana, foi divulgado o resultado do Prêmio Rio Show de Gastronomia que faz parte do Circuito Rio Show de Gastronomia que está rolando esta semana aqui no Rio, no MAM. Se você quiser saber como foi lá no MAM, a Constance conta pra você aqui.

Nos últimos posts falamos aqui um bocado sobre comida. A Sylvia quando esteve no Rio com o Mario ficou fã dos doces do Kurt, nosso queridinho.

Esse doce, “picada de abelha” é o mais pedido do Kurt.

Os pães do Garcia&Rodrigues, também queridinho da Constance.

O Gula Gula de quem a é fã incondicional, e onde Liciana, Iara e euzinha fizemos nosso 1o. encontro carioca. Elas também provaram o suco do Bibi.

Lugares bacanas onde se come no Rio sem deixar a carteira 😉

Passo a vocês o resultado da  premiação em várias categorias, por votação de 15 jurados:

Kurtlevou o prêmio de melhor doce do Rio ! Djilicia.

Garcia&Rodrigues –  melhor  café da manhã com aqueles pães maravilhosos.

Gula Gula – melhor até R$ 40,00 – Sylvia e Mario estiveram várias vêzes.  Elisa e eu batemos ponto ali.

Jobi –  melhor Pé-limpo – onde RastaFlávia e eu abrimos os trabalhos da conVNVenção carioca 😉 A Sylvia e o Mario  batiam ponto todos os dias em sua temporada carioca, já eram assim com os garçons 😉

Bracarense – melhor Pé-Sujo

Bibi Sucos – melhor Suco

Celeiro – melhores saladas

Troisgros com seu Olympe levou 3 prêmios – melhor restaurante, melhor  francês e melhorrrr chef

Gero – também levou 3 prêmios, melhor restaurante, melhor italiano e melhor serviço

Satyricon – melhor peixe e frutos do mar – pargo maravilhoooso.

Osteria dell’Angolo – melhor entrada

Amir – melhor árabe

Antiquarius – melhor português

D’Amici – melhor italiano

Azumi – melhor oriental

Londra – melhor drink – com o dry martini

Porcão – melhor carne

Capricciosa – melhor pizza

Cervantes – melhor sanduiche – o Riq adora !

Le Vin – novidade

Miam Miam – moderno – aí vai a resenha da Meilino Miam Miam me provoca reações conflitantes: a-do-ro a comida, relamente é criativa e muuuuuito bem feita, mas odeio a pretensa mudernidade, reeditando móveis pé-de-palito (bleargh) de cozinhas populares ou o jeito “despojado” do atendimento. Preferia que eles fossem menos displicentes, menos modernos e menos badalados também, porque esse clima pop atrai muitos deslumbrados.

Nós elegemos vários deles :mrgreen: concordam ?

Bem, ontem na hora do almoço fui experimentar o Le Vin que aparece como novidade e ver se era isso tudo mesmo. Pelo que eu tinha lido na  revista Bons de Garfo do suplemento Rio Show/Gastronomia do Globo, o Gilberto Braga na véspera de mandar seu voto, conheceu o restaurante e se encantou, votando nele nas categorias de melhor francês da cidade e melhor novidade gastronômica do ano. Foi aberto há menos de um ano e há 5 anos faz sucesso em São Paulo. Os donos do restaurante daqui são do Rio.

Fica numa casa pequena  na Barão da Torre, quase esquina de Garcia D’Ávila, por poucos metros em frente ao Alessandro e Frederico.

Tem uma varanda agradável com mesinhas e toalhas de xadrez azul. Escolhi uma mesa na varanda que fica mais simpática ainda, pois a rua é cheia de amendoeiras e dali a gente vê a vida passar.

Os maitre e os garçons atentos. O cardápio inclui clássicos franceses, sanduiches simpáticos e ostras que ficam em bancada na entrada. Eu ia pedir um dos sanduiches que segundo o garçon são servidos em pão aberto com uma salada, mas preferi um prato com mais personalidade e fui de ravioli de pato confit com molho de laranja, ou raviolis de canard confit à l’orange. Avisei ao garçon que não poderia demorar e ele me disse que em 10 ou 12 minutos o prato seria servido. O serviço é um pão da casa com paté também da casa de muito boa qualidade. Quando o garçon trouxe o prato, só de olhar já vi que devia estar perfeito. Explico, os raviolis servidos aqui, em geral têm a massa espessa demais, recheio quase imperceptível e mergulhados em molho demais, o que os deixa pesados. A foto que eu tirei, desculpem ficou horrível, clara demais, talvez pela minha aflição, quando ao ligar a câmera veio a mensagem que ela estava exhausted e quando é assim,  é fim de papo, a bateria já arriou e não consigo mais nenhuma foto.

Os raviolis eram grandes, quando parti já percebi que a massa era fina e o recheio do pato em quantidade suficiente para mordê-lo e sentir seu gosto,  suculento e com o sabor impecável. O molho de laranja no fundo, era coadjuvante dos raviolis, como deve ser. A massa estava no ponto certo, aldente e o recheio, o pato confit, nham. Enfim, foi um prato leve, mas consistente e diria preparado da maneira correta. Completando o relatório. Para sobremesa pedi o Le veritable petit gâteau au chocolat , o verdadeiro petit gâteau ao chocolate. Bem, chegou lindinho na mesa, até com inscrição  Le Vin, em chocolate no prato, o maitre quando trouxe o prato disse “vai ficar bonito na foto” , mas a bateria da Nikonzinha estava arriada, daí no fotos 😦  Tá esqueci completamente de usar o celular 😉 Estava divino, aquele bolinho de massa fina que quando você parte sai a calda quente de chocolate, acompanhando o sorvete de creme. Eu diria que estava perfeito, mas não chego a afirmar que não comi equivalentes.  Quanto aos preços, vamos lá,  o ravioli de pato a R$39,00 e o petit gateau R$16,00. Só vi que tinha prato do dia  no quadro negro quando estava terminando de comer, a R$38,00 com salada, peixe e doce de abacaxi (não lembro o nome) de sobremesa.