Malu na praia do Forte e Salvador

A Malu e o maridão estiveram há 2 semanas na Praia do Forte e nos dá todas as dicas:

Primeiro de tudo o Transfer. Por indicação de um amigo liguei de São Paulo para o Jorge, taxista em Salvador. Combinamos de nos pegar no aeroporto e levar para a Praia do Forte. O preço: R$100,00. Estava super preocupada pois tinham pedido R$ 350,00 ida e volta no Tivoli e R$ 309,00 pela TAM Viagens. Ficamos encantados com a educação do Jorge e o contratamos para nos buscar no Tivoli e levar para Salvador. Na volta, ficou R$ 140,00 até o Hotel no Rio Vermelho. Combinamos de nos buscar no Hotel para nos levar no Restaurante Yemanjá (ele ficou esperando e nos levou de volta, só com o preço do taxímetro, sem hora parada). No dia seguinte nos levou no Trapiche Adelaide. Vc liga e ele pega no Hotel a hora que vc quiser. Gente, eu acho essa dica o máximo pois o Jorge é especial e nos livra de um problemão com deslocamentos. O telefone do super Jorge: (71) 9989-9119

 Praia do Forte 1

 1- O Hotel Tivoli Ecoresort Praia do Forte é maravilhoso. Logo na chegada, antes do check in, uma baiana linda entrega uma água de côco e dá as boas vindas.

2- Os quartos à direita de quem chega, são os melhores pois ficam em frente ao gramado, à pista de cooper e depois o mar. Silêncio total. Esses quartos vão do número 100 até 900. O nosso 718 era bem longe da recepção, restaurantes, náutica, kids club etc… que ficam do lado esquerdo. Vc pode chamar o carrinho de golf para ir a qualquer lugar dentro do resort, a qualquer hora do dia ou da noite.

 Praia do Forte 7

 3- Vista da varanda do meu quarto.

 Praia do Forte 2

 4- A cozinha é um capítulo à parte para os amantes da boa mesa. O café da manhã tem mais de 70 itens, com cozinheiros para realizarem todos os seus desejos. No jantar, todos os tipos de peixes e moquecas, mais churrasqueiro, mais o cozinheiro de massas(?), mais as saladas e mais de 30 tipos de sobremesas. Todos os dias, tudo variado, sem repetições. Eu não sou uma gourmet mas meu marido se acabou.

5- Para almoços ou lanches rápidos vc escolhe entre vários bares, restaurantes e “isnáq bárrr”. Divino.

6- Todas as noites tem pocket shows das 21 às 23hs. Tivemos até uma apresentação de um mini Olodum.

 Praia do Forte 3

 7- O gramado, para mim, é o ponto alto de todo o complexo.

 Praia do Forte 4

8- A vila da Praia do Forte está bem arrumadinha, muitos restaurantes e lojas transadas. A limpeza é que deixa a desejar. Não gostaria de ficar numa dessas pousadas pois a rua é muito movimentada, dia e noite. Na praia tem duas pousadas que talvez sejam melhores.

9- O projeto Tamar é muito legal e o pessoal super atencioso.

10- Fizemos um passeio às ruinas do Forte de Garcia D´Avila e é muito triste ver o estado de abandono e a falta de informação.

11- A maior atração de toda a região são as piscinas naturais chamadas de papa gente. Para aproveitar toda a beleza dessa beleza natural é fundamental calçar sapatilhas especiais.

 Praia do Forte 5
Praia do Forte 6

 

12- Salvador: trânsito caótico, praias de águas limpas e areias sujas. Andamos 7km pela orla e visitamos o ótimo Museu Náutico da Bahia, dentro do Farol da Barra. Tem um café excelente com uma vista deslumbrante. Vale o passeio.
13- Jantamos no Yemanjá que, apesar da simplicidade do lugar, tem a melhor moqueca de Salvador. Serviço impecável. No outro dia jantamos no Trapiche Adelaide e foi tudo de bom. No mesmo lugar tem o bar do Trapiche para ir no final da tarde e assistir ao pôr-do-sol mais lindo de Salvador. É o que dizem, não fomos.
Em Salvador, ficamos no Mercure Rio Vermelho por indicação de amigos. Mercure é Mercure e vc sabe o que vai encontrar. A piscina é linda e a vista muito bonita mas, depois de ficar no Tivoli Ecoresort Praia do Forte, nada seria bom. Devia ter seguido o conselho do Riq de sempre deixar para o final o melhor hotel.

29 thoughts on “Malu na praia do Forte e Salvador

  1. Marcie says:

    Nossa, mas os Trips estão viajando sem parar, não! Que bom, assim sempre temos material de leitura nesse condomínio.😆

  2. Sylvia says:

    Que bacana esse resort , que vcs ficaram !
    Mordomia é bom pra caramba🙄
    Vamos seguir os passos de vcs , e semana que vem coloco aqui nos coments , as impressões da praia-do-lado e do buteco-do-lado😳

  3. Paula* says:

    Malu, maravilha de viagem! Adorei o resort!
    Mas, quanto à melhor moqueca…há controvérsias…:mrgreen:
    É que embora a do Yemanjá seja a mais famosa, a moqueca do Donana é imbatível. Vale conferir!!!
    Adoro essa “partilha” entre os trips! Bjo😉

  4. CarlaZ says:

    Uhuuu Praia do Forte no Filigrana!!!
    Também estou querendo ir…aliás quase certo…acho que vou gostar…
    Mas vou no esquema simples…

  5. Malu says:

    Marcie, só temos que agradecer à nossa querida Majô. Quando não hospeda, ela dá o link das viagens dos trips. Legal, né?
    Sylvia, vamos aguardar as suas impressões e ajudar os trips com mais opções. Adorei uma semana de mordomia, toalhinha sobre o fogão😆
    Paula*, nos indicaram o Yemanjá mas o super Jorge falou muito bem do Donana. Como eu não como moqueca, só um peixinho grelhado (que estava uma delícia) vou falar para o maridão conferir da próxima vez.

  6. Malu says:

    CarlaZ, o coments subiu sozinho… Bom querida, na rua principal da Vila tem vários restaurantes, para todos os gostos. Uma coisa me chamou a atenção: a quantidade de restaurantes de comida italiana. Tenho certeza que vc vai curtir bastante.

  7. Majô says:

    Meninas,😆😆😆

  8. Renato Silva says:

    Há muito sem postar comentário mas sempre lendo as matérias, gostaria de referendar tudo que foi dito sobre a Praia do Forte, uma Búzios de 40 anos atrás.
    Muito agradável. Estive lá por tres dias em Julho.O Tivoli deve ser o máximo mas fiquei numa Pousada, confortável, num condominio ao lado do Projeto Tamar. Longe da muvuca da rua principal e diante da praia. É acordar e tropeçar, caindo na areia. Chama-se Porto da Lua. Vale a pena conferir!!! Passeio em trilhas , de quadriciclo , é algo para não perder se puder dispor de tempo e ainda com direito a banho de lagoa.
    Não se pode deixar de provar o Bolinho de Peixe do Souza, as Lambretas (um molusco muito interessante) e a moqueca de sururu, na rua principal, logo no inico (lado oposto ao Tamar, no qual há um mini Souza para atender os visitantes).
    Terra Brasil e o The Bagel são também restaurantes que valem a visita.
    Em Salvador, além do Trapiche Adelaide, comentado , não percam quando puderem lá estar ,o Maria Mata Mouro, perto do Terreiro de Jesus e o Paraiso Tropical, na Cabula. Neste ultimo, muito simples , mas com uma cozinha de primeira, o proprietário criava galos de briga, existindo ainda lá alguns exemplares. Cardápio originalissimo e de paladar repleto de mistérios.
    Abs

  9. Malu says:

    Renato, muito legal vc ter complementado minhas impressões sobre a Praia do Forte. É assim que formamos essa comunidade de viajantes. Apareça e comente sempre.

  10. Sylvia says:

    Chegamos ontem da Bahia , e só pra resumir : trocamos as Alagoas , pelo norte baiano , como nosso destino ideal no nordeste😆
    Alugamos carro ,ficamos 4 noites ( na lua cheia ) e nos hospedamos em duas pousadas em Itacimirim .
    Fomos todos os dias, no fim da tarde , até a Praia do Forte , para passear e encontrar com os trips .
    *Encontros com trips , sempre são o ponto alto das viagens😉
    Incrivel como cada um de nós enxerga diferente . Nós adoramos o Garcia D’Avila ,encontramos tudo impecável , super bem preservado ,
    e achei de uma beleza incrivel, as ruinas do castelo feudal .
    Imbassaí , com o mar de um lado e o rio do outro , deve ser uma delicia
    quando está vazia , durante a semana .
    A comida ? Deliciosa !!!
    Voltaremos muitas vezes😀

  11. Malu says:

    Sylvia, que legal que vc aproveitou e adorou a Praia do Forte. Quanto ao Castelo Garcia D´Avila, fomos com a guia que nos contou sobre há quanto tempo está abandonado. Só recentemente, colocaram um centro de informações na entrada. Ela, como é da região, nos falou que quando pequena a família colocava o carro onde era a estrebaria para fazerem piqueniques. O governo da Bahia nunca se preocupou em preservar o local.
    Aquilo é de uma beleza incrível que merece uma restauração e atenção como fizeram com a capela, descobrindo as pinturas originais. Eu fiquei de domingo a quinta, sem a muvuca de final de semana. Foi ótimo!

  12. Majô says:

    Sylvia, maravilha !!! E as fotos ?😆

  13. Renato Silva says:

    Realmente o Castelo Garcia d’Ávila é muito bonito e para os padrões brasileiros, até que está preservado e protegido, certas áreas do contato humano, com placas de acrilico.
    Pena que poderia haver mais descrições explicativas , apesar de na entrada do sítio ter uma maquete com algumas explicações.
    A loja de souvenirs estava largada, apesar de ser uma tarde de Domingo quando lá estive visitando.
    No todo é um belo passeio. A paisagem é belissima e a atmosfera, ao menos no Domingo, sem muita gente, relaxante.
    Só por curiosidade, vem da Bahia a razão de ser dos nomes de algumas ruas notáveis de Ipanema: Garcia d’Ávila, Joana Angélica, Maria Quitéria e Barão da Torre.
    Renato

  14. luaquino says:

    Malu, estava vendo as datas em que você esteve no Tivoli e certamente nos cruzamos por lá.🙂 Passamos 10 dias, de 8 a 17 de agosto.
    Nós também adoramos, à exceção do problema com o kids club que eu contei lá no Viaje na Viagem.
    Parabéns pelo relato e um grande abraço!

  15. Malu says:

    Lu, que pena, deveríamos andar com o crachá da Boia do VnV para nos identificarmos. Eu cheguei no domingo, dia 16 e fomos no dia 21 para Salvador. Não li seu comentário, em que post está? Qualquer coisa, meu e-mail é: maluesperarrobagmailpontocom

  16. Malu, fiquei animada com o teu relato e, aproveitando o gancho, postei minhas impressões no meu blog:
    http://vouviajar.blogspot.com/2009/09/9-dias-no-tivoli-praia-do-forte.html

    Lá no Viaje na viagem, comentei no post http://www.viajenaviagem.com/2009/09/malu-e-sylvia-em-praia-do-forte-e-itacimirim/

    Beijos e parabéns pelo texto!

    Lu Aquino

  17. Ah, Malu, e linkei lá do meu relato no blog para o seu relato aqui: vouviajarpontobloggerpontocom. Pelo menos a gente se encontra aqui, né?🙂

  18. Cristiane says:

    Olá Malu. Adorei o seu blog! Eu vou viajar no dia 04/10 e estava um pouco perdida (ainda estou… rs…), pensando que tipo de roupa devo levar para a noite no resort. Mas adorei as suas dicas, as fotos, muito legal!! Com certeza o local deve ser lindo! Abraços

  19. Malu says:

    Cristiane, que época linda que vc vai viajar. Após o jantar, tem mini shows das 21 até 23 hs, com mesas ao ar livre, serviço de bar, iluminação com velas e com a luz da lua. É uma delícia e a cada dia um tipo de música: MPB, Internacional, Ivete Sangalo… Todos se vestem descontraidamente pois faz calor mas com a brisa do mar. Aproveite m u i t o !!!! Escreva um e-mail se quiser mais detalhes: maluesperarrobagmailpontocom

  20. Gisele says:

    Oie
    Estive na Praia no Forte na semana passada.
    Realmente é um encanto né
    Fiquei no Iberostar Bahia
    Fiquei impressionada. Tuuuuudo me agradou. Sem ressalvas rssss
    Bjo
    Gi

  21. Malu says:

    Gisele, que delícia! Aquela região da Bahia é muito linda….deixa saudades.

  22. Marcelo says:

    Também usei os serviços do taxista Jorge (jul/2010) e recomendo, é excelente. Do aeroporto à Praia do Forte, ele cobrou R$ 100 reais. Abraço, Marcelo

  23. Malu says:

    Marcelo, super legal vc voltar aqui para contar sua experiência com o Jorge. Ele é ótima pessoa e super confiável. Valeu!

  24. Ana Luisa says:

    Oi Malu;
    Adorei ler as suas experiências com o Ecoresort. Estou super dividida entre ir para lá ou para o Transamérica Comandatuba, no Carnaval. Tenho 2 filhos de 6 e 10 anos. Essa acomodação que você ficou era qual? Acha que o resort é bacana para as crianças? E a questão das chuvas, chove muito por lá? Há opçoes de lazer em caso de chuva?
    Muito obrigada desde já pela ajuda.

  25. Malu says:

    Ana Luisa, o EcoResort é muito legal para crianças na idade dos seus filhos.A infraestrutura infantil é preparada para ficar o dia inteiro com as crianças. Eles dividem a turma pela idade, com monitores para cada uma.Tem uma brinquedoteca especial para dias de chuva. Eu só via a turminha para lá e para cá se divertindo. Tem pescaria, observação dos pássaros e animaizinhos que ficam soltos, passeios de bananaboat, discoteca, shows, uma infinidade de atrações.
    O meu apto era longe da sede e dos restaurantes pois estava sem filhos e acho legal vc ficar mais perto, não sei se sào mais caros. A praia é ótima com piscinas naturais e muitos peixinhos.
    Eles vão adorar a visita ao projeto Tamar com a tartaruguinhas, fica na vila e super perto do Hotel e também ao Forte.
    Nunca estive em Comandatuba e porisso não posso fazer comparações.
    Qualquer dúvida escreva, mas acho que vão curtir bastante.

    • Ana Luisa says:

      Obrigada Malu;
      Fiquei bem animada.
      Amanhã efetuarei o pagamento da reserva.
      Em que época do ano você foi?
      Minha única preocupação é que vamos no Carnaval…e sabe como é a bahia no Carnaval. Estará muito muvucada a praia em frente ao hotel?
      E o tempo, acho que início de março não é tempo de chuvas por aquelas bandas né?
      Muitíssimo obrigada pela atenção.

  26. Malu, boa noite!

    Estou pensando em ir ao Tívoli em fevereiro.
    Como vou com criança preciso de praias com águas bem calminhas.
    A vila fica pertinho?

    Obrigada pela atenção!
    Vai me ajudar muito.

  27. Malu says:

    Cristina, o mar em frente é bem calmo e o legal é que tem várias piscininhas naturais, com peixinhos e muitas pedrinhas (eles chamam de papa gente). Só tome cuidado de colocar tenis ou sapatilhas especiais na criança e em vc também) É muito legal.
    A vila fica super perto. Tem um carrinho de golf do Hotel que leva os hóspedes até a portaria e depois vc continua a pé até a Vila e ao Projeto Tamar.
    Aproveite bastante!

  28. Obrigada, Malu!!!

    Você conhece o Summerville? Já estive lá e achei tremeeeendo.
    A única dúvida é se retorno ou vou ao Tivoli…..
    Até em frente, na praia do hotel, você recomenda sapatilhas?
    E água-viva, ficou sabendo de algum caso por lá?
    Trauma! Rsrs, é que em abril estive no Salinas de Maragogi e a praia era certamente a mais perfeita não fosse o mooooonte de águas-vivas que havia por lá. Todos que arriscavam entrar eram queimados. Graças a Deus eu e minha família não tivemos problemas, mas estragou minha viagem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s