O IMS, um oásis no Rio

Um dos meus cantos preferidos no Rio, é o Instituto Moreira Salles, na Gávea. No sopé dos Dois Irmãos,  este Centro Cultural está instalado numa casa  junto à  mata com riacho passando pelo terreno, no final da rua Marquês de São Vicente.

DSCN5113-1

No final da tarde de domingo busquei a Sylvia e o Mario para conhecer e visitar o IMS que sempre nos oferece belas exposições. Saindo do carro nos sentimos inundados por todo aquele verde do jardim de Burle Max e recebidos por uma árvore gigantesca. Dá pra sentir que preciso “beber o verde”.

DSCN5104

Originalmente residência da família  Moreira Salles,  a casa não é suntuosa, ao contrário, discreta e de extremo bom gosto com corredores largos, pátio interno para onde convergem os antigos quartos, atualmente salas de exposição.

DSCN5106

O Instituto foi fundado pelo próprio Walter Moreira Salles, embaixador e banqueiro,  em 2001, e ao longo dos anos, o acervo tem sido enriquecido com diversas coleções como a do  fotógrafo Marc Ferrez. Há uma Reserva Técnica Fotográfica de padrões e tecnologia internacionais, e a Reserva Técnica Musical, que abriga o Centro Petrobrás de Referência da Música Brasileira.

Também um pequeno café muito simpático que se extende para o jardim com laguinho e peixes,  e um belíssimo painel de azulejos do Burle Marx.

DSCN5111

Embevecidos, paramos por alguns minutos olhando para o rio aos nossos pés e cercados por aquela natureza exuberante que deixava nossos sentidos gentilmente tocados.  Sentar ali para ler um livro com  o barulhinho do  riacho em plena cidade, é um privilégio.

Depois de visitarmos a exposição de fotos em cada sala com poucas pessoas circulando, sentamos para tomar  tomar um chá/mate/café com bolo caseiro ainda quentinho na parte interna da casa, pois tinha começado uma chuvinha fina.

DSCN5115

Saímos dali renovados e quase anoitecendo,  ainda fomos “beber mais verde”, entrando no campus da PUC que a Sylvia e o Mario também não conheciam.  Muitas árvores centenárias, ainda o riozinho passando e o Solar Grandjean de Montigny.

DSCN5272-1

Instituto Moreira Salles – Rua Marquês de São Vicente, 476 – tel: 3284 7400

horário: 3a a 6a de 13:00 às 20:00h – Aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.

17 thoughts on “O IMS, um oásis no Rio

  1. Marcie says:

    Você fica aumentando o número de lugares que quero conhecer…fica difícil! Acho que vou ter que ficar aí um tempããããooo…. 😉

  2. Sylvia says:

    Marcie , conhecer o Rio com a Majozinha de personal-guide é a melhor coisa do mundo !
    Não é por nada que a Majô é a Diretora Social Global do VnV😀
    Temos que fazer uma petição para ela ser liberada do trabalho sempre que os trips estiverem no Rio😉

  3. Marcie says:

    Eu super assino embaixo essa petição!

  4. Vera Lúcia says:

    Neste condomínio não poderia ter uma síndica tão conectada, gentil e culta.

  5. Majô says:

    Marcie, o Rio estará à sua disposição, quem sabe você estica um pouquinho a estadia😉 Muita gente querendo levar você pra passear🙂

    Sylvia,😳 😆

    Vera Lúcia,😳 obrigada, gentileza gera gentileza😉

  6. Lu Malheiros says:

    Majô,
    Eu também sou fã do IMS! Tudo é lindo de extremo bom gosto! E a livraria? Ainda tem uma lá?
    Bjs,

  7. Majô says:

    Lu, e o cuidado que eles tem com cada exposição, iluminação, temperatura das salas, cada vez que vou lá, acho que se aprimoraram mais, parece centro cultural europeu, se todos fossem assim… Sim, tem uma livraria ótima e fotos e postais em preto e branco lindas.

  8. Lena says:

    Que anfitriã, não? Que sorte tem a Sylvia🙂

    E eu que gostava do IMS de São Paulo, que fica em um casa NADA A VER com esta do Rio, com riozinho e tudo!

    beijos procês!

  9. Carmen says:

    Oh, Majô! você sempre nós descobre lugares cheios de beleza e cultura. Gostei muito do “link”: puc-rio.br.

    É muito interessante o Instituto Moreia Salles.
    Graças a muitos blogs brasileiros cada dia amplo um pouco mais meus conhecimentos do seu pais. Vocês são generosos.
    Tchau

  10. Majô says:

    Lena, venha ao Rio que eu levo você😆

    Carmen, há lugares não tão frequentados mesmo por moradores e que valem muito a pena😉 O IMS é bom para ouvir passarinhos, barulho do riozinho e pensar na vida, longe do burburinho da cidade😎

  11. Cristina says:

    Majô & Sylvia, dilixa de tarde!!!
    Qdo liguei para a Sylvia, ela tava lá e pude sentir a calma do local pelo fone…
    Não conheço, vou por na lista.
    bjs e ótima semana para vcs!

  12. Mari Campos says:

    que delicia de passeio! e que delicia de companhia, hein? 😉

  13. Majô says:

    Cristina, relax total😉 Você tem que conhecer esse cantinho do Rio. Tem cineminha também.

    Marizinha, djilicia 🙂

  14. Paula* says:

    Que maravilha de passeio!
    Acredita que eu não conheç o IMS?!
    Vou ter que conferir!
    Ótima dica! Bjo😉

  15. Majô says:

    Paula, vá e leve as filhotas, além da iniciação em programas culturais, os peixinhos farão sucesso😉 Fora o lanchinho.

  16. Meilin says:

    E falando em lanchinho…lá tem um crumble de maçã com sorvete de canela que deveria ser considerado obsceno, de tão gostoso. O IMS é muito bacana, né? Ainda está lá a expo da Clarice Lispector? Eu queria ir e…esqueci!

  17. Majô says:

    Meilin, o Nilo pediu o crumble quando levei ele e Gilda lá, é muito bom mesmo. O bolinho acho o luxo da simplicidade.
    Não vi nada da Clarice Lispector, quem sabe volta ?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s