Chichén Itzá

O sítio arqueológico de Chichén Itzá era um programa certo, mas sendo uma longa distância, 2 horas e meia para ir e  voltar, de  carro ficaria muito puxado, não recomendo a ninguém.  O Henrique e a Vanessa nos levaram ao italiano com quem fizeram o tour, pela Odyssey que fica pertinho, só andar 2 quadras e já na 5a. Avenida, virar à direita, entre Calles 4 e 2,  onde há vários balcões de operadoras vendendo passeios.  Compramos o passeio para Chichén Itzá , cenote Ik-Kil e Valladolid,  por 40 dolares,  com  van que pega você no hotel, às 7:40h pontualmente. Tivemos só uns  9 colegas.

Só fizemos uma paradinha para esticar as pernas e comprar uma aguinha e seguimos em frente. Chegamos a Chichén, onde o motorista nos deixou com um guia que é fundamental para você entender a história de Chichén e a civilização maia. O ingresso de 12 dolares já estava incluido, recebemos uma pulseirinha e fomos levados para 1 hora e meia de aula e contemplação das ruinas desta civilização que habitou esta região 1500 anos antes de Cristo.

Os toltecas invadiram a Península Yucatam, segundo o guia sem sentimento de disputa, pois conviveram com os maias na mais perfeita harmonia e baseados em seus conhecimentos , ajudaram a construir os templos espalhados por esta região.

O estádio para competição de pelota, o pok ta pok, o precursor do futebol, onde  2 equipes de 7 pessoas competiam liderados por um capitão, usando uma bola de material equivalente à goma de mascar. Usavam a cabeça, ombros e pernas, não podiam tocar a bola com as mãos.

O alvo era o círculo no topo da coluna.

 

Mas, eram bem sanguinários,  o vencedor era decapitado pelo perdedor. Aí estão imagens esculpidas nas pedras que mostram um jogador com uma cabeça na mão.

Este é o cemitério, as cinzas dos cidadãos “escolhidos” e que eram sacrificados eram espalhadas aqui para que o vento levasse as cinzas fertilizando a região.

 

Os maias eram homens de estatura pequena, seus templos eram baixos, serviram de base para os astecas construirem templos maiores sobre eles.

Arqueólogos descobriram recentemente templos maias abaixo do piso, todos  baixinhos, há muitos  ainda abaixo do solo onde pisamos.

Os templos tinham uma acústica excepcional, os sacerdotes falavam ao povo de dentro do túnel no templo e o povo achava que eram deuses falando.

O guia nos fez gravar este video para que escutássemos a acústica produzida com suas palmas.

18 thoughts on “Chichén Itzá

  1. Adriane says:

    Onde vc tira tempo para atualizar seu blog durante a viagem? Impressionante! Melhor para nós, seus leitores🙂 Continue aproveitando suas férias ‘merrrrrricanas’.

    • Majô says:

      Adriane, dormindo menos:mrgreen:
      Acabei de fazer um post com a continução dessa viagem, cenote e Valadolid, como editar as fotos demoram um pouquinho, depois vão as legendas😉

  2. Vera Lúcia says:

    Fizemos este passeio de carro, éramos seis pessoas, gostamos muito. Na ida, paramos em Valladolid para conhecer. O que mais me impressionou em Chichén Itzá foi a acústica. É imperdível.
    Majô, você subiu a pirâmide?

    • Majô says:

      Vera, seis pessoas revezando ainda vai, mas são retas looongas, é puxado. Sim a acústica de Chichén é impressionante, eu fiz um video, mas tem que passar para o youtube.
      Hehe subi não e não vi ninguém subindo e não se pode mais entrar nela.

  3. Tiago says:

    Espetacular Majô. Pena que não consegui ir a Cancun e nem ao Chichen Itzá quando estive no México… o bom é que esse teu post me serviu agora de motivo pra voltar!

    • Majô says:

      Tiago, é muito rica esta região em sítios arqueiológicos, praias e cenotes. Você deve vir, não vai se arrepender, e para nós é turismo mais barato que Brasil.

  4. Paula* says:

    Majô, que lugar interessante!
    Agora essa história do vencedor ser decapitado pelo perdedor…ui…
    Bjks😉

  5. Henrique_e_Vanessa says:

    Olá Majô!
    Estamos adorando o blog! As fotos estão ótimas e o tempo parece estar ajudando! Não se esqueça de ir a Tulum…
    Ficamos com saudades! Bjs e até a volta!

    • Majô says:

      Henrique e Vanessa, estamos sentindo falta de vocês aqui😉
      Hoje fomos a Tulum ainda com sol !!!
      Saudades da nossa conversa e a marguerita 🙂

  6. Ingrid B. says:

    Majo, lindas fotos!!

    Estou pensando em ir a Chichén Itzá direto de Cancun pois irei passar os ultimos dias da viagem lá. Vc sabe se Chichén Itzá é mais perto de Cancun ou de Playa?

  7. Majô says:

    Ingrid B., obrigada, mas os lugares são lindos mesmo😉
    De Playa é um pouco mais perto indo pela estrada para Tulum, e acho a cidade mais charmosa que Cancún.
    Aqui você faz tudo a pé, não precisa de carro.

  8. Cristina says:

    Adorei a aula de história, Majô. Agora quero vc no Egito viu? rsrs E eu aí! he he

  9. Mari Campos says:

    Majozinha, depois de fazer esse mesmo passeio na companhia adoravel do Beto e da Tete, mas sob chuva TORRENCIAL, to achando liiiiiindo ver tudo isso de ceu azul:mrgreen:

  10. Alice says:

    olá! vc teria o contato desse guia de chichen itza?? estou indo para playa agora no carnaval! obrigada

    • Majô says:

      Alice, o guia estava incluido dentro do passeio a Chichén-Itzá que foi comprado com a Odissey que tem um balcão para venda de passeios, na 5a. Avenida, entre Calles 4 e 2, em Playa del Carmen http://www.odysseytoursmex.com/activities-en.html , assim como outras operadoras.
      O passeio a Chichén-Itzá, cenote Ik-Kil e Valladolid saiu 40 dolares p/pessoa, incluindo almoço. A van passa no hotel para buscá-la bem cedo, tipo 7:40h. Vale muito a pena.

  11. says:

    Majô, esse guia fala Português??

  12. Majô says:

    Lê, falava espanhol ou inglês.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s