2o. dia: caminhando pelo Sena, indo de encontro ao maior ícone de Paris

No 2o. dia,  depois de tomar o café da manhã, baguette quentinha da Boulangerie do Paul com  manteiga da melhor qualidade,  e aproveitando que São Pedro não deixou chover, saimos para realizar o sonho da Marina,  ir  à Torre Eiffel, sem dúvida um ícone em Paris para todas as idades. Começamos a caminhar, admirando as pontes do Sena, os monumentos de encher os olhos, como La Conciergerie, os barcos navegando no rio, paisagens como se estivéssemos dentro de um quadro.

La Conciergerie

Pont Neuf

Rio Sena

E, claro pausa para fotos …

.. e mais fotos

Olha “ela” lá longe !

…. e mais fotos

Pont de l’Archevêché

Rive Gauche

Institut de France

E nós caminhando… entramos  na Rue du Bac,  passamos no Monoprix para comprar água e seguimos  em frente pela looonga  Rue de Grenelle.

Passamos pelo belíssimo Hotel des Invalides.

Hotel des Invalides

Hotel des Invalides

Vista aérea do Hotel des Invalides – foto Wikipedia

Caminhamos mais um pouco, e voilà, estávamos de frente para a Torre Eiffel ! Os olhos da Marina brilhavam de contentamento😆😆


Para este programa,  só precisamos de sapatos confortáveis e disposição para caminhar, e é  free. Programa testado e aprovado para adolescentes.

Seria  possível também chegar à Torre Eiffel, pelo ôninus linha 69 que tem ponto final no Champs de Mars, onde está a Torre Eiffel.

Aliás, como transporte em Paris, os ônibus são uma ótima opção para conhecer a cidade com  motoristas super civilizados. O preço do bilhete é o mesmo do metrô, 1,70 € . Comprando carnê de 10 bilhetes, paga-se 12,50 €.

Depois de muuitas fotos, e atendendo à fome que já chegava, seguimos para Rue Saint-Dominique que tem uma série de bons restaurantes.

Muitos  tinham fila na porta, como o Café Constant e o Les Cocottes do chef Christian Constant. Olhamos preços e menus e optamos pelo Les Cocottes  que já não tinha fila, o balcão estava cheio, mas ainda restavam alguns lugares em mesa lateral, na entrada. O atendimento é muito simpático. Os pratos são servidos em panelinhas de ferro Staub, as cocottes,  ou em potinhos de vidro.

Pedro e eu pedimos cocottes volaille (17 € ) e Marina, omelette de fromage e jambon (10 €).

Cocotte volaille

As cocottes são fundas, portanto as porções não são pequenas como parecem. O frango estava tenro e saboroso, os temperos na medida, comi até o finalzinho. O vinho rosé que acompanhou estava perfeito.

Na hora da sobremesa, houve dificuldade para escolher, muitas gostosuras. Pedi a La fabuleuse tarte au chocolat de Christian Constant (10 € ), fabulosa mesmo ! , Marina foi de mousse au chocolat( 7 € e Pedro flan au oeuf (7 €).

La fabuleuse tarte au chocolat de Christian Constant

Mousse au chocolat

Flan au oeuf

O melhor horário para o Les Cocottes  é 19:00h, vai ter  uma filinha, mas dá para conseguir lugar. Depois, a fila e a espera serão maiores.

Voltamos de ônibus, pela linha 69.

Les Cocottes – 135 rue St. Dominique, 75007 –  Não aceita reservas

Estação de metrô mais próxima: Ecole Militaire

BUS : 69/ 42/ 92/ 80

Map

Posts desta viagem:

Paris para Marina

Londres, um dia em bate-volta

6 thoughts on “2o. dia: caminhando pelo Sena, indo de encontro ao maior ícone de Paris

  1. Luciana Betenson says:

    Adorei o Les Cocottes, até anotei no meu doc de dicas de Parrí😉 Me lembro que andei a pé do Louvre ao Arco do Triunfo e depois quase morri com as bolhas nos pés. Mas não tem dúvida que o melhor programa na cidade é andar a pé. Bjs!

    • Majô says:

      Lu, vale a pena conhecer Les Cocottes, e se for à Torre Eiffel é perto dá para ir a pé, sem cansar😉 Detalhe, para você que gosta de culinária, as cocottes são Staub.
      Menina, tem que usar sapato mega confortável, mas claro que os pézinhos, canelas e batata da perna sofrem mesmo.
      Para mim, o melhor programa é andar a pé e fiquei boba quando perguntei à Marina do que mais tinham gostado, depois de uns dias, e ela disse que era andar a pé, pegou o espírito da coisa😉

  2. Ana Lúcia says:

    Meu grande sonho é ficar uns 20 dias em Paris em um apto/studio
    Mas, insegura acabo não indo… Agora, lendo o seu blog, vi q. vc
    ficou lá hospedada em um apto. Será q. vc poderia me dizer a localização, como era e se vc gostou ? Nada melhor do q uma referencia, ainda mais sendo sua.
    Desde já agradeço a sua boa vontade.
    Ana Lúcia

    • Majô says:

      Ana Lúcia, é uma experiência bem interessante, pois você vive na cidade como uma pessoa local. Paris quanto mais melhor, ficamos 11 dias, mas 20 é um luxo ! Vá sim, anime-se !
      Há várias imobiliárias, onde você pode escolher um apto. que lhe agrade. Nas 2 últimas vêzes, aluguei apê no Marais e adorei o bairro.
      Mas, gosto muito de St. Germain, você tem maior número de estações de metrô, muitos restaurantes, igrejas lindas, o belíssimo Jardim de Luxemburgo, St. Sulpice, uma delícia andar a pé por lá. Caminhando um pouquinho você está no Mueseu d’Orsay e no Sena. Qualquer dúvida me pergunte😉
      Aqui estão links para você dar uma olhada😉
      Lodgis, A la Parisienne , Airbnb, Paris Attitude , Homelidays

  3. Paula* says:

    Majozinha,

    O Filigrana está de cara nova!
    Ficou lindão!!!
    Adorei!😉
    Excelente presente de aniversário de cinco anos!
    Bjo😀

    • Majô says:

      Obrigada, que bom que você gostou da cara nova do Filigrana !
      Pois é, cinco anos merecia uma repaginada😆😆

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s