Qual a sua contribuição ?

6-continente-oceano-espaco-sideral-vistos-onibus-espacial1.jpg

Nos bastidores do wordpress, temos várias estatísticas interessantes. Por exemplo, um dos posts campeões de acesso deste  blog  é o  Paz, saúde e salvemos nosso planeta, de dezembro de 2007.

Já que estamos no fim de 2009, época de retrospectivas, fiquei pensando com meus botões, de lá para cá temos assistido nosso planeta pedindo socorro, se manifestando através de alterações climáticas  decorrentes do aquecimento global. E o que efetivamente a humanidade tem feito para mudar isto.

As análises científicas e previsões a longo prazo são preocupantes e se continuarmos agredindo nosso planeta, isto não vai dar certo.

Com toda a sinceridade, você já se conscientizou a ponto de mudar hábitos e os dos que o cercam, sejam amigos, parentes, vizinhos ou colegas de trabalho ?

Vamos lá, as perguntinhas estão aí, e se você quiser participar propondo mais perguntas, eu acrescento. E não se acanhe em escrever qual o seu ponto de vista e eventuais aflições sobre o tema.

Advertisements

Ao Nick, o grand finale no brunch do Four Seasons

Mais uma comemoração pelo aniversário do queridíssimo Nick,  nada mais, nada menos que o brunch no Four Seasons, hotel exclusivíssimo em Buenos Aires.  Na foto acima,  o Nick com os amigos do peito, Gilda e Nilo da Pousada do Toque.

O brunch no Four Seasons, como o chá no Alvear são dois dos programas mais bacanas em Buenos Aires, pela qualidade do serviço e requinte do ambiente. O brunch é servido  na linda casa anexa  ao prédio do hotel, La Mansión.

Foto surrupiada do site do hotel.

Entrando na casa linda.

Como voltávamos neste dia para o Brasil, fui encontrá-los para cumprimentar e dar bye bye. Sylvia e Mario já tinham feito o mesmo.

O brunch já foi comentado pelo Riq em vários posts de seu blog. Um deles é este. Ele fez um post mais recente deste brunch com Gilda e Nilo, acho que em 2007 , mas não encontrei, se ele me passar eu linko aqui.

Nilo e Gilda, em perfeita harmonia.

A Cacaia, amiga do Nick e Riq, e a filhota que tinham chegado no sábado para as comemorações.

Enfim, foi um grand finale como o Nick merecia.

Four Seasons –  Posadas 1086/88 – Tel: 54 (11) 4321-1200

Mais uma vez….

DSCN5572

Nosso primeiro almoço em Buenos Aires  foi um mais do mesmo, a Brasserie Petanque que sempre foi perfeita em todas as vezes que lá estivemos. Para a Cláudia era a 1a vez.

DSCN5573

Não é um restaurante  pretencioso e não me deixa em dúvida quanto à escolha,  pelo contrário é uma certeza, ir  lá  e comeremos muito bem. De terrrines ao pato, tudo corretíssimo e um preço mais que justo.  Desta vez, pedimos peixe do dia com beringela, tomates e molho de açafrão que adoooro.

DSCN5575-1

O peixe e os legumes no tempo de cozimento certo e se complementando em perfeita harmonia. O molho de açafrão que acompanhava deixou o prato mais delicado ainda. Depois de saborearmos pouco a pouco o veredicto foi unânime,  magnífico.

Para encerrar como sobremesa,  Bia foi de crème brûlée e  eu  uma torta de pêras ao vinho que me deixou com saudades. As pêras também no tempo de cozimento certo (não é tão fácil como parece) no vinho e uma finíssima base de massa. Delicious. Finalizamos com 3 espressos.

Um detalhe: pelo que observei o proprietário está sempre presente, de olho e acompanhando tudo.

Importante: de 2a. a 6a. menu executivo no almoço. Sempre reservar.

Quanto foi a conta ? 143 pesos ou 71, 50 reais.

Brasserie Petanque –  Defensa 596 (esq. México – San Telmo  – tel: 4342 – 6794

Abrindo os trabalhos, no Sottovoce

Na 1a noite em que todos chegamos a Buenos Aires, o encontro foi no Sottovoce, restaurante italiano na Recoleta.

Pertinho do apê onde estávamos, quando dei uma olhada no google map, vi que estava a meio quarteirão do restaurante, deu pra ir a pé. A reserva já tinho sido feita, chegando encontrei os queridos Gilda e Nilo que não via há um ano, aquele abraço super apertado e os também queridos Sylvia e Mario, imagina encontrarmos em Buenos, foi sopa no mel. O Nilo já estava em curso de uma vasta degustação de vinhos, difícil saber qual era o melhor. Sentada ao lado do Nilo fui me inteirando das novidades da Pousada do Toque,  a loja da Gilda, restaurante japa e que tais.

DSCN5562

Mario, Sylvia e Gilda.

Um pouco depois chegaram Nick e Riq, vindos do lançamento do guia  Ponta dos Ganchos Travel Guide, no fino da elegância.

DSCN5565

Papo vai,  papo vem, feitos os pedidos,  a maioria nas massas, eu numa Prosciutto con Rucula Y Parmesano e Gilda  prato de carne.

DSCN5569

A doce Gilda.

DSCN5564

Mega queridos.

DSCN5563

Sylvia impaciente, pois imagina, não tinham trazido o parmeggiano.

DSCN5568

O casal 20.

DSCN5567

Seria o Riq ou o Nilo ?

Agora as fotos do Mario:

B.Aires  Out . 09088-1

B.Aires  Out . 09087-1

B.Aires  Out . 09084-1

O Nilo fechou com uma Panqueque de Dulce de Leche que dei uma provada,  quentinha, djilicia 😉

Apesar das comilanças, saimos leves e soltos 😉  Mario, Sylvia e eu fomos a pé.

Voltei no dia seguinte com Bia e Cláudia, antes de seguirmos para o Faena onde brindaríamos o homenageado Nick com Riq e tiurma para assistir ao espetacular show Rojo Tango, absolutamente fantástico.

E mais uma vez  Sottovoce na véspera de voltarmos, sempre muitíssimo bem atendidas, a bordo de vinho Malbec de 1a  e se eu disser quanto custou cada jantar, vocês não iriam acreditar 😉

Sottovoce – Recoleta –  Libertador 1098 – Esq. Ayacucho – tel: 4807-6691

Sottovoce – Puerto Madero – Alicia M. de Justo, 176 – tel: 4313 1199

Aos chocólatras, a novidade

DSCN5590

Voltando à viagem a Buenos Aires, a novidade desta vez, foi uma lojinha de chocolates que descobrimos meio por acaso. Sempre que subíamos pela Callao, passávamos em frente à  loja Vasalissa e nos encantávamos com a delicadeza da decoração.

DSCN5593-1

No 2o dia, claro entramos para conhecer apreciando cada detalhe,

DSCN5591

como essa vitrine com bonequinhas de chocolate.

Passear entre bombons, trufas, barras de chocolate, um desafio à gula.

Comecei a provar os chocolates amargos de excelente qualidade e as trufas que se derretiam amavelmente na boca.

Interessante que Vasalissa chocolatier tem uma história familiar. As propietárias, Dadi e Federica Marinucci,  mãe e filha deram continuidade a um legado familiar de várias gerações que começou na Europa, mais precisamente na Romenia. Quem tiver interesse em ler o histórico está aqui.

DSCN5596

As delicadas caixinhas de embalagem.

DSCN5287

Tentação…

DSCN5594

DSCN5595

Não será possível mais, voltar a Buenos Aires, sem passar na Vasalissa 😉

DSCN5592

Vasalissa – Recoleta – Callao, 1940 – Horario: 10:00 às 20:00h

Belgrano – Vuelta de Obligado,1812

O IMS, um oásis no Rio

Um dos meus cantos preferidos no Rio, é o Instituto Moreira Salles, na Gávea. No sopé dos Dois Irmãos,  este Centro Cultural está instalado numa casa  junto à  mata com riacho passando pelo terreno, no final da rua Marquês de São Vicente.

DSCN5113-1

No final da tarde de domingo busquei a Sylvia e o Mario para conhecer e visitar o IMS que sempre nos oferece belas exposições. Saindo do carro nos sentimos inundados por todo aquele verde do jardim de Burle Max e recebidos por uma árvore gigantesca. Dá pra sentir que preciso “beber o verde”.

DSCN5104

Originalmente residência da família  Moreira Salles,  a casa não é suntuosa, ao contrário, discreta e de extremo bom gosto com corredores largos, pátio interno para onde convergem os antigos quartos, atualmente salas de exposição.

DSCN5106

O Instituto foi fundado pelo próprio Walter Moreira Salles, embaixador e banqueiro,  em 2001, e ao longo dos anos, o acervo tem sido enriquecido com diversas coleções como a do  fotógrafo Marc Ferrez. Há uma Reserva Técnica Fotográfica de padrões e tecnologia internacionais, e a Reserva Técnica Musical, que abriga o Centro Petrobrás de Referência da Música Brasileira.

Também um pequeno café muito simpático que se extende para o jardim com laguinho e peixes,  e um belíssimo painel de azulejos do Burle Marx.

DSCN5111

Embevecidos, paramos por alguns minutos olhando para o rio aos nossos pés e cercados por aquela natureza exuberante que deixava nossos sentidos gentilmente tocados.  Sentar ali para ler um livro com  o barulhinho do  riacho em plena cidade, é um privilégio.

Depois de visitarmos a exposição de fotos em cada sala com poucas pessoas circulando, sentamos para tomar  tomar um chá/mate/café com bolo caseiro ainda quentinho na parte interna da casa, pois tinha começado uma chuvinha fina.

DSCN5115

Saímos dali renovados e quase anoitecendo,  ainda fomos “beber mais verde”, entrando no campus da PUC que a Sylvia e o Mario também não conheciam.  Muitas árvores centenárias, ainda o riozinho passando e o Solar Grandjean de Montigny.

DSCN5272-1

Instituto Moreira Salles – Rua Marquês de São Vicente, 476 – tel: 3284 7400

horário: 3a a 6a de 13:00 às 20:00h – Aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.