bora pra Palermo

 

trapani500mod.jpg

sicilia-satelite-300-pixels1.jpg

 

Sicilia em imagens de satélite

sicily.jpg

 A manchinha branca é a neve no vulcão Etna !

mapa-da-sicilia-google-350-pixels.jpg

Ainda imagem por Satélite, Sicília e estradas.

 mapa-de-palermo-google-350-pixels.jpg

Vejam a estrada de Siracusa para Palermo, a noroeste.

Domingo, dia 5 de agosto, depois de um bom café da manhã no Gutkowski, nos preparamos para deixar Siracusa. Fizemos o check out  pagando 2  diárias, como acertado por e-mail e pedimos ajuda ao funcionário da recepção com a bagagem até o carro que  tinha ficado estacionado na véspera, em frente ao hotel, à beira mar. Antes de entrar no carro ainda olhamos para aquele mar lindo à nossa frente, e nos despedimos de Siracusa, ciao bella.

mapa-siracusa-palermo.gif

Mapas na mão, seguimos em direção à estrada E45 até Catania, e em seguida pela A19  começamos a atravessar o centro da Sicilia,  no sentido norte,  para Palermo. O mapinha do Via Michelin está ali em cima.

Atravessamos  montanhas e montanhas, grande parte da vegetação esturricada de tão seca. Diga-se de passagem, nenhum incêndio, quer dizer, ninguém joga cigarro pela janela. Subimos e descemos com nosso bravo Stillo que se comportou muitíssimo bem.  Tudo ao som de Michael Bouble que Bia tinha comprado em Taormina.

Paramos no posto de gasolina da rede Autogrill, onde havia uma loja de conveniência. Já eram 14:00 e bateu a fome. Olhamos na geladeira, vários sanduiches apetitosos com aqueles pães maravilhosos. O escolhido foi com pão fininho tipo árabe, recheado com tomate e muzzarela de buffala, aquecido na chapa ficou djilicia. Acompanhando um suco de acerola com laranja e gatorade. Tudo 13,50 euros.

Em algum ponto da estrada, saí da A19 e passei para outra estrada à beira mar, o que não foi mal negócio, pois a paisagem  mudou, vimos aquele mar lindo, agora o Tirreno e não resistimos, paramos mais uma vez num posto  para abastecer  e claro ver a paisagem.  O  mar lindo

 palermo-de-siracusa-parada-350-pixels.JPG  palermo-de-siracusa-parada-1-350-pixels.JPG  palermo-de-siracusa-parada-3-350-pixels.JPG

e do outro lado esta paisagem  verde com montanhas rochosas ao fundo. Enchi o tanque, tomamos um café e bora pra Palermo.

palermo-de-siracusa-parada-2-350-pixels.JPG

Continuamos em frente, já  nos aproximando de  Palermo, e  tínhamos sido avisadas que a entrada na cidade seria mais complicadinha, pois  é bem maior do que Siracusa. Abaixo está o mapa de parte da cidade. O pino amarelo, é o nosso hotel  o Ucciardhome.

localizacao-hotel-lucciardome-em-palermo-com-pino-350-pixels.jpg

Palermo imagem de satélite

Ao entrarmos na cidade, uma marginal enooorme, fomos seguindo, seguindo, paramos para perguntar, sinistra, destra, rotonda e eis que ficamos perdidaças. Entra aqui, sobe ali, vira à esquerda, parei ao lado de um carro com um homem e falamos, hotel Ucciardhome, Via Enrico Albanese.  Ele olhou o mapa e disse que estávamos na periferia, isto é fora da cidade. Mas, o que este anjo fez ? Entrou no carro dele, e fez sinal para que o seguíssemos. Por mais ou menos 15 min ou mais, atravessamos a cidade, entrando e saindo de ruas, e eis que de repente ele fez sinal  para que parássemos.  Estávamos na frente do Hotel Ucciardhome !

 palermo-hotel-frente-nikon-nova-350-pixels.JPG

Não é o máximo ???? Agradeci muito a ele que me respondeu não ter feito nada demais. ;)  Tem recepção melhor a um turista que chega à uma  cidade ?? Àquela altura, já estávamos amando Palermo 😆

palermo-hotel-hall-entrada-350-pixels.JPG

palermo-hotel-saguao-vasos-nikon-nova-350-pixels.JPG

Entramos no hotel, e logo se aproximou o Marco  que com um sorriso de orelha a orelha, nos ajudou com as malas. 😆

O hall de entrada que vocês vêem acima  nos deu uma ótima impressão com decoração moderna e clean.

O Ucciardhome tinha sido muito recomendado pela Léa que se empenhou para que nos hospedássemos lá. Pelo site vimos que era mesmo muito bacana, e fiz a reserva por e-mail.

 palermo-hotel-quarto-350-pixels.JPG

Quarto grande com som e TV de plasma. O banheiro ótimo e bonito,  como vocês podem ver com louças modernas, toalhas branquíssimas sempre, shampoo, secador, condicionador e tudo que temos direito.  ;)  E importante, split !

       palermo-hotel-quarto-2-350-pixels.JPG  palermo-hotel-banheiro-1-350-pixels.JPG  palermo-hotel-banheiro-9-350-pixels.JPG 

           palermo-hotel-banheiro-7-350-pixels.JPG  palermo-hotel-banheiro-4-350-pixels.JPG palermo-hotel-banheiro-1-coolpix-nova-350-pixels.JPG

 Só que mais importante do que estarmos num hotel bacana e confortável,  estávamos cercadas de pessoas alegres e sorridentes sempre, amáveis e eficientes ! Portanto, ao invés de colocar estas fotos no final do post, quero colocar no início, para vocês verem que nossa linda estadia em Palermo, deveu-se a eles:  Lucia,  Marina, Serena, Giuseppe, Mari e Marco !! Gràzie tanti carissimos  !!   

palermo-hotel-serena-marina-marco-350-pixels.JPG

Marco era o anjo que no fim do dia, batia em nossa porta com toalhas  felpudas  branquinhas e quentinhas, shampoo, condicionador, kit para unhas,etc.

palermo-hotel-lucia-e-marina-350-pixels.JPG

palermo-hotel-mari-350-pixels.JPG

 

 

 

 

        O café da manhã era servido pela Mari,  no térreo.

 

  palermo-hotel-cafe-da-manha-mari-350-pixels.JPG

palermo-hotel-cafe-da-manha-sucos-nikon-nova-350-pixels.JPG

palermo-cafe-da-manha-1-nikon-nova-350-pixels.JPG

palermo-hotel-cafe-da-manha-1-350-pixels-nikon-nova.JPG

palermo-hotel-cafe-da-manha-nikon-nova-350-pixels.JPG

palermo-hotel-cafe-da-manha-mural-nikon-nova-350-pixels.JPG

Reparem neste painel que legal. As fotos de todos os funcionários e embaixo está escrito PRISIONIERI DEL RELAX.

palermo-hotel-jardim-cafe-da-manha-1-nikon-nova-350-pixels.JPG

Pode-se tomar o café também neste jardim.

palermo-hotel-jardim-atras-nikon-nova-350-pixels.JPG

Nos instalamos no quarto, e fui  tomar aqueeele banho, naqueeele box grande, com aqueeela ducha grandona, com aqueeele sabonete e aqueeele shampoo. As mulheres sabem do que estou falando😉 Nada como aquele chuveirão maravilhoso.  Depois, lavar  umas blusinhas, já que em Siracusa não tinha dado tempo.  Como o quarto era grande ficou mais fácil dar uma rearrumada na mala. Relax pois uma gripe estava querendo me pegar. Claro que mais tarde desci para escrever no blog para vocês. Os quartos têm wifi, mas euzinha não tinha laptop. Daí tinha que usar o computador do hotel, pufavô tem gente esperando, e eles amavelmente viravam o monitor pro meu lado, e eu ali em pé mesmo contava nossas andanças, um pouquinho cada dia, lá no post Viagem à Sicilia. Não havia computador comunitário.

2a. feira, descemos para tomar aquele café, servido pela Mari, com croissants à vontade, pães variados, capuccino, vários sucos, geléias, frutas, frios, incluindo parma que eu amo. Os frios ficavam naquele aparador (a foto está ali em cima)  embaixo da foto da galera do Ucciardhome. Tudo beeem farto.  O ambiente muito bonito, eu diria elegante discretamente.

Quando acabamos,  fui conversar com Marina sobre passeio para Erice e Segesta, pois achei que ganharíamos tempo com um motorista, sem ter que entrar e sair de Palermo que vimos na véspera era  demi chatinho. Sim, era um tour. Lea havia dito dito que ambos eram imperdíveis. Não deixem de ir à Segesta ! Cada pessoa 33 euros.

palermo-hotel-lucia-e-marina-1-350-pixels.JPG

Aí estão Lucia e Marina no computador.

Em seguida, saímos para  fazer o reconhecimento da área e andar por Palermo. Em frente ao hotel há o presídio Ucciardhome, por isto o nome do hotel.

palermo-hotel-frente-presidio-coolpix-nova-350-pixels.JPG

Na imagem de Satélite de Palermo, lá em cima, onde está o alfinete amarelo, vocês podem ver a estrutura do presído na frente. Posso dizer que o local é calmíssimo, a rua uma tranquilidade. Beem diferente dos presídios brasileiros.😉

Eu precisava descarregar as fotos, pois meus 2 cartões de memória estavam esgotados, e eu odeeio apagar fotos.

palermo-em-frente-hotel-350-pixels-nikon-nova.JPG

no caminho, as motos,

palermo-carros-gracinhas-nikon-nova-350-pixels.JPG

os carros gracinhas,

palermo-carros-gracinhas-2-350-pixels.JPG

 

 

palermo-carros-gracinhas-e-predios-350-pixels.JPG

e os Smart que são uns fofos.

palermo-carros-gracinhas-3-350-pixels.JPG

Palermo, do grego Pan-Ormos é a capital e principal cidade da Sicília. Foi fundada pelos Fenícios no século 8 A.C. num porto natural na costa noroeste da Sicília. É considerada a cidade mais conquistada do Mundo devido aos inúmeros povos que ali habitaram e lutaram: fenícios, sículos, gregos, romanos, bizantinos, árabes, cristãos, judeus, normandos, espanhóis, franceses, italianos. A arquitetura da cidade mostra as diferentes influências de estilo.

palermo-predios-com-coolpix-nova-350-pixels.JPG

palermo-perto-restaurante-osteria-dei-vespri-350-pixels.JPG

palermo-predios-350-pixels.JPG

palermo-smart-e-charrete.JPG

Sim, Palermo ainda tem charretes que convivem com a modernidade.

palermo-teatro-1-nikon-nova-350-pixels.JPG

Teatro Politeama Garibaldi 

Como eu dizia  lá em cima, procurava  uma loja para descarregar as fotos. A Marina tinha nos indicado loja na rua Cavalaro Salvatore, na Piazza Castelnuovo. Achamos a loja, entramos e já fiquei maluquinha com os gueri-gueris eletrônicos. Consegui o adaptador universal  que os free shops não tinham. Lembram o post que o Riq fez há alguns meses sobre adaptadores ? Só que quando começávamos a distrinchar a variedade enorme de itens da loja, fomos convidadas a sair, pois iam fechar para hora do almoço. Só consegui pagar o que já tinha separado: óculos escuros bonitos e  baratos e bolsinhas para MP3 ou celular, com cordinha para pendurar no pescoço, que estavam no balcão. O adaptador custou 14,90 euros. As bolsinhas em torno de 5,90 cada e os óculos em torno de 38 a 40 euros. Fotografo depois e coloco aqui.  Me arrependi de não ter comprado roteador nessa loja, vi no encarte depois que saimos da loja,  o preço era bom, mas acabei não voltando lá. Por experiência em viagem aprendi que é assim,  gostou compra na hora porque em geral você não passa lá outra vez. Detalhe a loja não descarregava fotos, mas indicou outra. Atravessamos a rua, e fomos na Centro Foto Di Marches, na Via Emerico Amari, 154. Não podiam descarregar na hora porque não tinham CD, só que vi  2 cartões de memória a um preço convidativo. O de 1 Gb a 18 euros e o de 2 giga a 26 euros. Levei os 2, só tinham aqueles. Posso dizer que no ano passado, o cartão de 1Gb no Free Shop custava 100 dólares, não comprei porque achei caro. Bem, saí da loja com o problema resolvido.😉

palermo-ruas-350-pixels.JPG

palermo-rua-350-pixels.JPG

Comecei a procurar farmácia para comprar vitamina C , não só há poucas, como também fecham  no horário de almoço, todo mundo faz sesta.  Resolvemos  procurar algum lugar para almoçar  já que passando de 2 da tarde, os restaurantes não servem mais almoço. Tínhamos descoberto na esquina da R. Archimedes um café que tinha saladas com boa cara. Sentamos e o rapaz que nos atendeu  era uma simpatia e com super boa vontade, o que ajuda que a refeição fique mais agradável, concordam ?  Brasile, Maracanã, Corintians, Ronaldinho, Kaka, futebol, sorriso de orelha a orelha,  pronto tudo em casa. Pedimos um prato de abobrinhas e beringelas assadas e uma salada de peito de peru defumado, atum, milho, raddichio, tomates e suco de pera. Porções generosas. Pão e azeite, tudo ótimo. Espresso para fechar.

    beringela-e-abobrinha-assada-350-pixels.JPG      salada-350-pixels.JPG  palermo-expresso-350-pixels.JPG

Quanto pagamos ?  25 euros.

castellamare-del-golfo-7-400-pixels.JPG

 

 

castellamara-del-golfo-3-400-pixels.JPG

castellamare-del-golfo-4-350-pixels.JPG

castellamare-del-golfo-5-350-pixels.JPG

castellamare-del-golfo-400-pixels.JPG

Deixo essas fotos de Castellmare del Golfo para o relax  do domingo. 🙂

palermo-teatro-maximo-2-350-pixels.JPG

O Teatro Maximo construido entre 1875 e 1879,  tem o maior palco da Europa depois do Opera de Paris.

palermo-teatro-maximo-3-350-pixels.JPG

A arte renova o povo eles sabem o que dizem.

palermo-split-350-pixels.JPG

 Como eu tinha comentado no post Viagem à Sicilia os europeus aderiram ao split.

palermo-roupa-pendurada-perto-hotel-350-pixels.JPG

Andando pela Enrico Albanese, roupas secando penduradas do lado de fora da janela, colchas, lençóis, na altura dos transeuntes. Pensamos, imagine  isso no Brasil,  em pouco tempo estas roupas não estariam mais aí   ;)

E a segurança em Palermo ? Eu havia lido nos guias, tanto no Frommer’s quanto no Rough Guides, alertas sobre cuidados a serem  tomados em Palermo com o roubo de bolsas e carteiras nas ruas, e que as mulheres evitassem ruas escuras.

O que eu posso dizer é que não tivemos nenhum problema com segurança em nossa estadia na cidade,  mesmo à noite quando voltávamos a pé para o hotel que ficava afastado do centro. No stress. Acho que os brasileiros que moram nas maiores cidades no Brasil estão vacinados.

Sobre a Mafia, o que ouvi é que sua ação ficou bastante reduzida depois da intervenção de dois juizes, Falcone e Borsallino, na década de 90 a quem o povo é muito grato. Em sua homenagem, o aeroporto internacional Punta Rasi, em Palermo chama-se Falcone Borsallino. Os restaurantes ainda teriam que pagar para não serem molestados, não sei se é verdade.  Como a Carmen comentou, a Mafia tem tentáculos que para nós não são visíveis. Lembrei ter assistido na TV, uma entrevista do Ricardo Amaral, empresário da noite que teve boate em Nova York. Ele dizia que a Máfia tem controle sobre as boates lá. Tem mensalão também.

Eu diria que esta prática de extorsão e corrupção generalizou-se no mundo, inclusive no Brasil, vide mafia dos bingos, sanguessugas, mafia dos caça níqueis e outros, vergonhosas. E também as milícias e poderes paralelos que decidem se o comércio abre ou fecha, ou até se o povo pode ou não andar nas ruas.

O que soube é que a Sicilia beneficiou-se muito com o incremento do turismo.

Ainda não tinha feito comentário sobre a alteração de roteiro que fizemos. Havia um roteiro sugerido pela Lea em que saindo de Siracusa, seguiríamos pela costa, parando em Siacca um dia e em Erice, outro dia. Dali seguiríamos para Palermo. Decidimos ir direto para Palermo, evitando o entra e sai de hotel, e fazendo Erice a partir de Palermo, num bate e volta,  o que ficaria menos cansativo. Ao invés de entrarmos no Ucciardhome na 2a., antecipamos para domingo, o que com um telefonema de Siracusa foi resolvido.

À noite, jantamos no Al Bagatto indicado pelo hotel, em frente à praça Giardino Garibaldi. Agradável com mesas com ombrelones na área externa. A massa com molho pesto e camarões, boa, não excepcional. Com expressos: 28 euros.

palermo-osteria-dei-vespri-1-350-pixels.JPG

 

 palermo-osteria-dei-vespri-2-350-pixels.JPG

  palermo-osteria-dei-vespri-praca-marina-350-pixels.JPG

Ficamos enlouquecidas com esta loja de artigos de casa, vocês não têm idéia do design das peças, dava vontade de levar tuudo. 

palermo-vitrines-4-350-pixels.JPG

palemo-vitrines-2-350-pixels.JPG

Todos os posts da série Viagem à Sicilia:

Viagem à Sicilia

Taormina

Siracusa

Piazza Armerina

Bora pra Palermo

Erice tem magia

Segesta

De volta à Palermo

Ciao Sicilia 

53 thoughts on “bora pra Palermo

  1. Mari Campos says:

    Majô, que liiiiiiiindo!!!! Preciso dizer que nem sei como cheguei até o final do post e muito menos à caixa de comentários… fiquei totalmente hipnotizada com a sua primeira foto!

  2. Majô says:

    Mari, eu confesso que quando descarreguei as fotos, esta e outras em sequência, me deixaram siderada:mrgreen: É Castellamare del Golfo quando íamos para Erice. Eu tenho umas cinco dessas em sequência, eu tive vontade de colocar TODAS. Foi um “milagre” porque eu tirei com o vidro fechado e o ônibus andando, acredite. Como não tremeu ? Não sei haha E, olha a luz é real, eu só cliquei em “estou com sorte” para as construções realçarem, o resto foi a natureza mexxmo.😉

  3. World Soul says:

    Nossa, bora sim… !! ;)) Lindo o post, adorei!!!!

    Sobre o Parque Vale Verde (próximo à BH), ao qual eu citava no blog do Riq, ele realmente é bem interessante… uma visita muito legal para se fazer! E o Lake Resort Águas do Treme tem as diárias salgadíssimas mesmo!!! Eu fui em um famtour e não paguei nada e te conto que é belíssimo! Agora, pagar pra ver… não sei se vale muito à pena… só mesmo pra quem tá com dimdim sobrando e já conhece 80% do mundo…rsrsrs

    No mais é isso… depois me faz uma visitinha! Adorei seu blog!!

    Bjosss 😉

  4. Majô says:

    World Soul,

    Achei esses programas incríveis. O dia que for a Belzonte quero conhecer, acho que une passeio à cultura. Era bom se tivessem mais iniciativas deste tipo.😉 O resort é liindo mesmo, mas tem que ter dindim alto:mrgreen:

    Obrigada pela visita, vou lá fazer uma visita procê😆

  5. Linda a primeira foto!

    O Legal dos seus textos é que eles são informatívos e didáticos ao mesmo tempo. Viva o anjo da guarda italiano! tive um desses quando chegamos em Quebec city e ficamos perdidos tentando achar o hotel. Um cara pulou para dentro do carro e começou a falar direita e esqueda em francês até chegarmos ao hotel. Depois pulou fora do carro e quase não seu tempo para agradecer!

    Vem pra BH!

  6. Majô says:

    Rodrigo, adorei sua visita !!! Quando eu olho esta paisagem, me sinto uma sortuda de ter visto com esses oios🙄 essa vista linda !! Vai lá !!! 😉
    😳 brigada, eu própria fui estudando e aprendendo história antiga e mitologia. No colégio eu adorava números, minha mãe dizia que quando me via bocejando sabia que eu estava estudando história😉 Mas, hoje em dia me fascina.

    Pois é, estes gestos mostram a generosidade do povo. Eu tenho muita vontade de conhecer o Canadá, quase fomos mas acabamos indo mesmo para Paris, no ano passado.
    Em Diest, no ano passado aconteceu o mesmo quando estávamos procurando a casa em que nosso bisavô nasceu. Um rapazinho parou o que estava fazendo, entrou no carro e nos guiou até a rua, como se fosse a coisa mais normal do mundo.

    Eu vou para BH, podeixá, vamos ver um feriado, você vai ser a 1a pessoa a saber !! Quem sabe Meilin e Emília também topam ?😉 Uma conVNVenção em Beagá, nada mal né ?

  7. says:

    Oi, Majô. Tudo bem por aí? E a Bia, tá legal? Já voltou ao trabalho?😉

    Majô, gostei muito. Muito lindju!

    Puxa! Os hotéis onde vocês se hospedarm são bons, mesmo! Chiquêêê!

    Majô, como é a segurança em Palermo? Dá pra passear sem stress?

    Bjs:mrgreen:

  8. Majô says:

    Ôooooooba, que bom que cê apareceu !!!!!!!!

    Bia tá legal, começou a trabalhar esta semana, mas com horário mais reduzido, slow o médico pediu. O RX mostrou que o líquido na pleura reduziu bastante, mas ainda tem um pouquinho.

    Este hotel surpreendeu pra melhor, e o staff é nota 10 !! Eu disse isto para o próprio dono, na véspera de sairmos, ele estava perto do balcão. Ele brincou e disse que saíssemos lá fora, haha A Marina arregalou os olhos, ficaram todos satisfeitos😆 Eles merecem.
    A diária foi 150 euros, seria 160 pedi desconto. Mas, veja era alta temporada, nessa época agora os preços caem. O hotel é muito confortável.

    Ollhe, eu não posso dizer nadinha de ruim sobre a segurança em Palermo. Eu tinha lido nos guias que era para tomar cuidado com bolsas e mulheres com ruas escuras. Não tivemos nenhum problema, e voltávamos em geral para o hotel a pé. Bem, quem mora no Rio ou Sampa tá vacinado né ? Eu vou comentar sobre isto no post, ainda estou escrevendo e colocando fotos. Estava demorando muito, resolvi fazer on line mesmo:mrgreen: Vou comentar também sobre a mafia, nada que possa espantar brasileiros :mrgreen:

    Saudades de vocês, Débora, os meninos devem tá metendo a cara no colégio, coitados😉 Beijão para vocês todos !!
    Ah tenho notícias sobre o computador de colo😉

  9. Emília says:

    Majô!…Eu tô como a Mari: deslumbrada com essa primeira foto, que coisa fantástica! Vistas para mim são essenciais, posso ficar tempos só admirando.
    E anjo da guarda assim…é difícil😀 Que moço bacana!
    O hotel me parece super confortável e com serviço excelente. E banheiros novos! Nós mulheres realmente sabemos dar valor a um bom banheiro com uma ducha poderosa😆
    Beijo!
    PS: Adorei saber que a Bia já está no estágio final da recuperação…só mais pouco!

  10. Majô says:

    Emília, que bom você passeando por aqui !!!! Pois é, eu por mim montava uma cabaninha ali só admirando este visu😉
    Os italinanos são encantadores, e como as pessoas são bonitas, homens e mulheres !! E charmosos !!
    Ai, lavar o cabelo numa ducha boa é dijilicia !
    Pois é, as notícias de Bia são boas mesmo. Tá ficando bão!

  11. Carmen says:

    Majô,
    Estoy gratamente sorprendida. No esperaba que Palermo fuera de esa manera. Todo son tópicos lo que había oído de la ciudad. Pensaba que sería un lugar sucio y sin ningún atractivo, pero estaba muy equivocada y no me importa reconocerlo. Gracias por haber cambiado mi percepción errónea de la ciudad.

    Pero la mafia existe, y sus tentáculos son largos. Pero la gente de la calle no podemos saberlo. Son organizaciones muy herméticas, como la mafia rusa y es imposible darte cuenta del alcance que tienen.
    En España también están implantándose. Tiene mucho que ver con operaciones inmobiliarias, blanqueo de dinero etc.

    Bueno, me he puesto un poco seria y no quería, porque me ha gustado muchíssimo tu post.
    El hotel es maravilloso y la ubicación no puede ser mejor, en pleno centro y cerca del mar.

    Lo que le pasó con ese señor tan amable me pasa a mí muchas veces en Brasil. La gente en general es simpática con los turistas, claro que el turista también ha de ser amable y educado.

    Beijos Majô e também pra e sua irmâ.

  12. Majô says:

    Carmen,

    Eu sabia que era cidade grande para os padrões sicilianos, mas achei infinitamente menor que Rio e São Paulo em engarrafamentos. É uma cidade plana e é possível fazer quase tudo a pé, a não ser se no fim do dia você estiver mais longe do hotel e quiser pegar um taxi de volta e que não é caro.

    Sobre a Mafia, o que eu ouvi é que alguns donos de restaurantes e casas noturnas ainda têm que dar algum dinheiro para não sofrerem represálias. Mas, nada que se perceba. A população é muito grata e reconhecida aos dois juizes italianos Falcone e Borsalino que enfrentaram a Máfia na década de 90 e reduziram bastante sua ação. Tanto que o aeroporto Punta Rasi, passou-se a chamar Falcone e Borsallino em homenagem a eles. Mas, pelo que você diz muita coisa não é perceptível a nós. São grupos muito fechados. Não sei por exemplo se conseguiram erradicar sua ação nas casas noturnas em Nova York.
    Inclusive, esta prática de extorsão infelizmente é conhecida por nós brasileiros, em alguns casos pela própria polícia que é paga para nos proteger, ou por poderes paralelos.
    😳 Obrigada pelo incentivo😉 O hotel fica fora das ruas mais movimentadas portanto há sossego para dormir.

    Que bom que você teve esta impressão sobre nosso país, no Nordeste as pessoas são mesmo muito hospitaleiras.

    Obrigada vou transmitir à Bia😆 e volte sempre !
    beijinhos

  13. Elisa says:

    oi Majô,
    cheguei agora a pouco de Salvador, ou melhor de Guarajuba, e já vi que tem boas novidades por aqui. Não vai dar para ler hj pq tô morta, mas já estou super curiosa so de ver a primeira foto.
    Amanhã venho com calma para ler tudinho!
    Beijinhos.

  14. Emília says:

    Ai, essas fotos ainda me matam!😆
    Castellmare del Golfo…até o nome é romântico😀
    Sobre esta questão da Mafia, pelos teus relatos e da Lea já dá para perceber que a Sicilia de hoje é outra…fico feliz que a limpeza tenha sido grande, mas, como a Carmen disse, os tentáculos são grandes e ainda deve existir muito trabalho a ser feito.
    Tô adorando o post…beijo!

  15. Majô says:

    Oi, Elisa
    Como foi lá na terrinha ? Aproveitou bastante ? Quero saber as novidades, conta.😉

  16. Majô says:

    Emília, a guia na viagem para Erice, nos disse que o nome de muitas cidades começam com Castel por terem sido construidas em cima de montes para sua defesa.
    Você tem razão, essas paisagens e cidadezinhas são românticas mesmo😉

    Pois é, terminar com estes tentáculos não é fácil, ainda mais se há tanta gente intere$$ada, né mesmo ? Vide aqui os mensalões, uma vergonha.

    Brigada, brigada😆

  17. Diogo says:

    Ai que sonhooo!!!!

    E que hotelzinho mais lindo esse!!!! E to apavorado tbm com a beleza das gurias do staff!!!! Cada morena, hein?!

    Amei, beijão,

    Diogo

  18. Majô says:

    Diogo,

    Eu imaginei que seus oios iam brilhar com as ragazzas !!!!!!! Lindas mesmo😉
    Mas, o mais legal é que eles são pessoas maravilhosas, super astral😆
    O hotel é muito gostoso mesmo.

  19. Mari Campos says:

    Majozinha, se quiser vir pra Campinas City no sábado, tô precisando de ajuda na hora de encarar as velinhas…. :mrgreen:

  20. Majô says:

    Oi Marizinha, eu adoraria mexxmo de coração, mas não tenho como. Tá enxutézima, encara todas na boa :mrgreen:

  21. Ola!
    Seu blog e muito interessante. Nao deu tempo de ler tudo ainda, mas qundo der nos o faremos.
    Parabens!!!

    Se quiser conhecer nosso blog com o diario do nosso mochilao pela Asia, fique a vontade.
    Abracos!!!!

  22. Majô says:

    Douglas e Julia,

    Obrigada pela visita, voltem sempre.

    Vou lá agora conhecer o blog de vocês. Sou louca para conhecer a Ásia.😉

  23. Eu adorei esse lugar Castellamare. Que cor de mar. E que hotéis hein Majô, caprichou…

  24. says:

    Cadê a Majô…

    Acho que ela foi passear…🙄 ou talvez foi comprar o laptop…🙄 :mrgreen:

  25. Meilin says:

    Majô: A-MEI os mapas, graaaaande idéia! Como sempre as fotos tão lindas, eu tenho a sensação de estar lá juntinho viajando…só faltam os gostos e cheiros😉 beijins

  26. Majô says:

    Jorge, Castellamare é fofíssima mesmo, bem fotogênica.😉 Esse hotel foi muito bom mesmo. O astral da equipe foi um diferencial, legalézimos 😆

    Oiêeeeeeeeeeeeeeeee Zé, cheguei ! Fui à Petrópolis na 6a, os paulistinhas chegaram de surpresa, vupt fomos pra lá, conferir as jóias da coroa de D. Pedro :mrgreen:

  27. Majô says:

    Meilin, achei que ficaram mapas demais, mas não resisti a colocar mais e mais ! Deve ser meu lado astrônoma rs
    Brigadim, se pudesse colocava mesmo os aromas e umas provinhas, a internet nos deve isso, não acha ? 😉

  28. Marcio says:

    Ótimos post, quando programar minha viagem já sei onde pego as dicas dos hotéis.

    Gostei da primeira foto tbm.

    Bjo!

  29. Majô, ótimo post, como sempre! E adorei a sua falta de saco de sair e entrar em Palermo de novo de carro. É o que eu tento explicar pro povo toda hora e ninguém me ouve🙄

  30. […] dê uma chegadinha no Filigrana, onde a Majô fala do, perdão: da Palermo original, na Sicília. Muito mais bonita, elegante e […]

  31. Majô says:

    Márcio,😳 Obrigada, pra você é logo ali😉 Ai, inveja….
    Meu Deus, um elogio do papa das fotos não tem preço😆

    Riq,
    Brigadim, brigadim, lambendo a cria né ? 😉 Você não tem idéia que quando fomos entregar o carro no aeroporto, resolvi voltar e acabei tendo que enfrentar a entrada em Palermo outra vez, perdemos uma tarde! Ufa, você tem vontade de abandonar o carro em qualquer rua, que aliás foi o que fizemos, o mais próximo da Hertz, o italiano teve que ir catar o carro. Na verdade, para alugar por 7 dias o preço é mais vantajoso, mas na cidade ficou na garage do Ucciardhome que por sinal não cobra pelo estacionamento, o que é raro.

  32. Sylvia says:

    Menina .. que coisa mais gostosa de ler !!
    Já começo a pensar em Palermo🙂

  33. Majô says:

    Gostou ?😆 😆 Pois é Sylvia, a cidade é gostosa mesmo. E os italianos fazem você se sentir em casa, né ?
    E as cidades perto fofíssimas, você vai ver Erice.

  34. Beto says:

    Estive em Palermo em 1983. Era tão parvo que não parei na cidade. Vinha da Sardenha, pulando de camping em camping. Passei reto, porque não tinha um tostão pra pagar hospedagem. Pegamos (viajava com dois amigos) uma carona pra Agrigento. Mas foi tudo tão rápido que só lembro da impressão que tive, de ser uma cidade linda, ainda não dominada pelo stress e por modernices. Me arrependo até hoje de não ter parado uns dois dias ali (além de duros, um dos amigos é um mão-de-vaca incorrigível – já viu o drama que é viajar com pão-duro!). O meu maior sonho de viagem é fazer, numa só, Córsega, Sardenha e Sicília. Se desse pra esticar, ainda iria a Malta e Chipre. Jogo na Mega toda semana pensando nisso… Fico felizão de ver como foi linda a tua viagem. Beijão

  35. Majô says:

    Beto, apareceeeeeeeeeu !!!!!
    Você tem razão, apesar de fazerem referência a Palermo como cidade grande, não é caótica como dizem e não foi dominada pelas modernices guardando até um ar bucólico, com charretes por exemplo.
    Acho que se você fosse agora certamente iria olhar com outros olhos, sim a idade vale a pena😉
    É, se desse para esticar com Córsega e Sardenha, mas acho que precisaria maaaais tempo. 15 dias só na Sicilia foi de bom tamanho, mas saimos com gosto de quero mais. Ai, se eu ganhasse hoje na mega-sena, uma viagem à ela estaria incluida, além do Vietnã, Beijing, Bangkok, sonhar não custa nada, né ?

  36. Majô says:

    Lena,
    Obrigada querida😳 Pois é, a culpa é da Sicilia com o excesso de boniteza nas vistas😉 Larica, sabe que esqueci o que é na linguagem riquiana ?

    Você tem toda a razão, muitos blogs bons para acompanhar, tento ler e comentar em todos, mas o dia teria que ter 36 horas ! Sempre assuntos interessantes. O da Mari por exemplo, está com um tema super interessante sobre o uso de bicicletas em Paris, vai lá. Esse aqui dá pro gasto haha
    Eu também tinha este temor, como alimentar esse bichinho, mas não sei como estou tocando o bloguinho, claro que dormir está virando um detalhe😉 E eu estou colocando muuuitas fotos, o que leva muuito tempo pra selecionar e editar cada uma. Vem agora o de Erice.

    Eu também tenho que dar um ESC em mim mesma de vez em quando, senão🙄

    Quanto ao OneNote, agora você dando todas estas super dicas vou tentar destrinchar ele, e mais importante usar, pois pelo que você diz facilita tudo. Acabamos repetindo do jeito que fazemos porque vai mais rápido, né ? Questão de hábito.

    Quanto à Sampa, com certeza iremos. Natal é aí. Estou vendo as passagens pelo Galeão estão mais baratas que Congonhas, e pela Gol, a Tam está quase 300 reais cada trecho. A não ser que venham mais promoções. Tem que sair pelo menos um café VNVético.

    Vou postar, aguarde e obrigada pela visita que sempre adoro !!

  37. Lena says:

    Majô,
    sobre bicicletas em Paris, olha o que acabei de ver no uol:
    http://estilo.uol.com.br/moda/ultnot/2007/10/17/ult630u7018.jhtm
    😉

  38. Lena says:

    Em tempo. Ver aquele monte de gente, com suas bolsas e pastas desprotegidamente colocados na cestinha das biciletas, dá uma inveja😦

  39. Lena says:

    Oi Majô!!
    Como a Emília e os demais, também passo mal quando vejo suas fotos e textos. É a síndrome da larica galopante!!

    Não consigo comentar sempre , em todos os blogs; a comunidade cresceu muito, mas estou sempre de olho em tudo. A-D-O-R-O!! Não entendo como vocês conseguem acompanhar os blogs e fazer um próprio (além das demais coisas na vida, menos importantes, como por exemplo, trabalhar :schock: ). Eu tenho o maior problema para só acompanhar e de vez em quando tenho que dar um “ESC” em mim mesma, se não me perco🙄

    Bom, vi um comentário seu no VNV de ontem, sobre o OneNote. Dá uma procurada no seu office e veja a demonstração no site da Microsoft que a Sylvia mandou. É muito bom! Tem uma teclinha do OneNote no Explorer, que toda vez que leio algo que quero guardar, clico a teclinha, e a página que estou lendo vai automaticamente para uma pasta do OneNote; depois é só mandá-la para a pasta que você quiser. Além disso , você pode colar o que quiser lá. O mecanismo de busca é excelente e reconhece até escrita a mão.
    Bom, é isso.
    Beijinhos, até dezembro (se o preço da ponte aérea não abaixar, vem de ônibus!!) e continue postando😆

  40. Majô says:

    Lena, FANTÁSTICO !!! A Mari http://pelo-mundo.blogspot.com deu em 1a mão ! É danada de bem informada. Eu deixei um comentário lá que o motorista que nos levou para o aeroporto, no ano passado, disse que as ciclovias tinham se expandido por quase toda a cidade de Paris, por força do Partido Verde lá. Vimos muuuita gente usando bicicletas, como também motos, vespas e patins, sim eu disse patins.
    Grande sacada, pois com a greve dos transportes quem estava de bike ficou na boa.

    Pois é, dá uma inveja mesmo, eles não têm este stress nosso. 🙄
    Educação, educação e modelos corretos de caráter que estão faltando.

  41. Elisa says:

    Oí Majô,
    nossa mais uma vez estou fascinada com seu blog, tanto pelas fotos como também por sua redação. Eu não sei como vc consegue lembrar de detalhes, como o nome das pessoas que trabalham nos hoteis e até os preços dos souvenirs. Eu sinceramente não consigo, depois que chego aqui esqueço até o nome do povo que conheci e é porque de um modo geral eu faço tanta amizade em todas as minhas viagens e saio falando e conversando com todo mundo. Mesmo sem o domínio do inglês, do espanhol e do Italiano, eu converso com todos e troco muitas idéias.

    Outra coisa que eu gosto muito do seu blog é que vc coloca todos os preços, eu depois que compro já não consigo saber o valor exato de tudo. Mas um preço que eu não esqueci até hoje, foi um cartão de 1 G que comprei no free shopping em 2005, qdo ia para o Chile: custou $ 180,00 dóllares, qdo o dólar ainda estava nas alturas. E eu tive de comprar porque só tinha um e era uma viagem de muitos dias.
    Adoooro seu blog e gostaria de poder comentar todo dia, mas como a Lena falou lá em cima, eu infelizmente tenho algumas coisas “menos importantes”, como trabalhar e as vezes fico dois ou três dias sem poder nem abrir o computador de tão cansada que chego. A propósito a Lena foi perfeita no seu comentário. Ela disse tudo. Beijos.

  42. Majô says:

    Elisa,
    Mais uma vez😳 A receita é a seguinte: todas as noites eu anoto num caderninho as despesas e atividades do dia, passeios, compras, etc. com comentários se gostei ou não. Só fecho o dia depois de escrever no caderninho. Tenho de todas as viagens. Se eu não fizer assim, com certeza quando cheganr aqui não vou lembrar, como você diz.

    Quanto aos nomes sou como você, adoro gente ! Conversar, conhecer pessoas, interajo com os funcionários do hotel, pergunto sempre o nome porque gosto de falar com a pessoa, usando o nome dela. Elas fazem parte da viagem e das recordações também. 😉 Os do Ucciardhome eram encantadores.

    Puxa vida 180 dolares, você vê como isto tudo já foi muito caro e barateou, mas mesmo assim tem que ter noção dos preços, pois o free shop nem sempre é mais barato, mesmo com dolar baratinho. Perfumes sim, vale a pena no free shop, em dolar.

    Querida, brigadim, brigadim, fico feliz sempre com suas visitas, e sei como a vida é corrida hoje em dia, relax e volte sempre que puder e quiser, beijins 😉

  43. Elisa says:

    Majô,
    o pior é que quando comprei o cartão por $ 180, eu sabia muito bem que estava pagendo mais caro, mas aquela altura estava sem opção porque tb sabia que no Chile estas coisas são mais caras ainda e tb porque fiquei com medo de não encontrar o da minha máquina, que na época era uma olympus não tão comum .
    E por falar em valores, eu já tinha prestado atenção que vc sempre consegue bons preços nas coisas, eu não tive essa sorte na Itália e olha que eu já fui umas 7 ou 8 vezes lá, mas sempre acho tudo muito caro depois da entrada do euros. Mas, é vivendo e aprendendo, depois que eu estiver “escolada” aqui com suas dicas maravilhosas tudo será mais fácil!

  44. Majô says:

    Elisa, eu entendo viagens sem fotos nem pensar !!! Por isto, eu comprei os cartões em Palermo.
    A Sicilia não é cara, você tem visto pelos preços que tenho colocado aqui. Pedras em Taormina são baratas. Coral, âmbar, cristal. Lá comprei também uns serviços americanos lindos em tecido, acho que organza estampada, sabe aquele estampado que o italiano faz com um bom gosto como ninguém, foram 5 euros cada. Uma écharpe linda num camelô 5 euros.
    Você deve ter estado em Roma e Milão onde tudo é tão caro quanto em Paris por exemplo, onde o expresso não sai por menos de 2 euros. Uma bolsa em Paris, sem nada demais, custa acima de 200 euros.

  45. Elisa says:

    Exatamente, Majô, todas as vezes que fui a Itália fiquei muitos dias só em Roma e as cidades que fui mais de uma vez: Veneza, Firenze e Milão, eu sei que são consideradas as mais caras da Itália. Eu gosto muito de Roma, me identifico tão bem com Roma como em Nova York. Houve uma época de minha vida que eu dizia que para eu terminar um ano perfeito tinha de ir, nem que apenas por uma semana, a Roma ou Nova York.

    Estranha essa Elisa, não? Eu tb as vezes acho esses gostos duvidosos, mas enfim sou assim.

    Majô, eu vim aqui hj procurar um post seu sobre o Rio, que eu vi da primeira vez que vim aqui, mas não encontrei, vc retirou? Ou será que eu estou cansada demais? No tempo eu li rapidinho, mas queria aprofundar mais agora.

  46. Majô says:

    Elisa, estas cidades são caras mesmo. Mas todas lindas !! Eu também sou assim, quando gosto de um lugar, fico com gosto de quero mais, e voltar só para lá. 😉

    Eu não tirei o post não, aqui o caminho https://majots.wordpress.com/2007/07/22/um-fim-de-semana-no-rio/ Eu também quando estou muito cansada, não consigo mais pensar rs
    Qualquer dúvida sobre o Rio, é só perguntar.

  47. Elisa says:

    Oi Majô,
    hoje quando entrei aqui no seu blog, encontrei fácil, fácil o post do Rio, mas naquele dia não tinha visto, não.
    Neste próximo feriado eu quero ir ver o “Cirque del Soleil” em BSS, mas até dezembro quero ir pro Rio e Búzios e claro que vou querer todas as suas dicas. Amanhã vou ler com calma teu post, s/ Rio, hoje li só por alto pq tô morta de cansada. vai pensando ai em algumas dicas pra mim, eu já percebi que nosso gosto “bate “. Beijos

  48. Majô says:

    Elisa,
    Vai ver que você tava muito cansada😉
    Ôba Cirque du Soleil !!! Imagine que em julho comprei ingressos para dezembro, e só restavam pouquíssimos lugares e dias menos ainda. Outro dia peguei as entradas e vi que estão marcadas para dia 30, eu achava que era 27 de dez.
    Legal, vem sim.😆 Vou pensar em dicas. Choveu a semana toda, mas hoje abriu o sol.
    Tô mortinha, subi o post de Segesta, mas amanhã vou ler com calma.

  49. Elisa says:

    oi Majô,
    em Palermo nós exploramos bastante a cidade porque ficamos 4 noites e não fizemos os passeios “bate-volta” próximos, então tivemos como tentar conhecer cada canto da cidade e em especial “Quattro canti e dintorni”.
    Ficamos hospedados no Hotel Gallery House, que tem uma localização imbatível , fica uma depois do Teatro Massimo, em uma região cheia de restaurantes, trattorias, barzinhos, geleterias e tudo de bom. O site do hotel é
    http://www.hotelgalleryhouse.com

    Deixo como recomendação o restaurante GIGI MANGIA,

  50. Elisa says:

    … ainda não terminei,
    Entre os vários restaurantes que gostei muito em Palermo, deixo a recomendação do Gigi Mangi, muito proximo ao nosso hotel na via Principe di Belmonte 104/D Tel. (+39)091 587651, não tem site só email; gianluigimangia1@virgilio.it
    Está quase em frente ao recomendadíssimo Café Spinnato, dal 1860, que vc tb já indicou.

    Chegamos em Palermo no fim de semana e assim foi muito legal aproveitar os bares, cafés, restaurantes e trattorias que a cidade oferece.

    Beijos

  51. Majô says:

    Elisa, que bom você trazer feedback. Nossa, eu vi no site, o hotel é muito bacana e a localização excelente, como você disse perto do Teatro Maximo é cheio de trattorias.
    Palermo é muito agradável para caminhar. Ótima a dica do Gigi Mangi.

  52. Susana says:

    Olá Majô
    Adorei o blog. Estou planejando uma viagem para a Itáiia no início do ano que vem. Irei fazer um curso de italiano em Florença e queria aproveitar a oportunidade para conhecer a Sicília. Sou fascinada desde criança, acho que foi overdose de O Poderoso Chefão, assisti pelo menos umas 20 vezes desde pequena.
    Talvez minha duvida já tenha sido respondida em outra postagem ou mesmo em outro comentário, ainda não tive tempo de ler tudo. Quantos dias vc recomenda para conhecer com calma a Sicília?
    iria viajar sozinha. Alguma recomendação especial?
    Obrigada e parabéns pelo blog
    Susana

  53. Majô says:

    Oi, Susana
    Que bom que você gostou do blog😉 A Itália toda é linda, e Florença é minha cidade preferida, um museu a céu aberto !

    Mas, esta viagem pela Sicília foi fascinante e deliciosa🙂 Superou todas as expectativas !
    Taormina merece 4 dias inteiros, se possível. É uma cidade charmosa, alegre, com vistas de cair o queixo. Dá vontade de morar lá🙂

    Siracusa uns 2 dias, mas hospede-se em Ortigia ! De lá fomos a Piazza Armerina que tem mosaicos belíssimos.

    Palermo uns 3 dias. De lá você deve ir a Erice que é imperdível e Segesta. Dá para fazer em bate-volta, saindo bem cedo. Tem fotos no post de Erice. Também, não deixe de ir, em Palermo à Catedral de Monreale que tem mosaicos deslumbrantes.

    Quanto à segurança, não tivemos qualquer problema😉

    Era bom você ler os outros posts para conhecer um pouco as cidades por onde passei.

    Viagem à Sicilia

    Taormina

    Siracusa

    Piazza Armerina

    Bora pra Palermo

    Erice tem magia

    Segesta

    De volta à Palermo

    Ciao Sicilia

    Qualquer dúvida, pergunte😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s